ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Semana #52/52


Deixo 2014...

... com uma afta na ponta da língua. Sinto que estou com o meu sistema imunitário meio em baixo.
Não é mentira nenhuma que dormir dá saúde e faz crescer.

Resoluções para 2015

Uma passagem pelos blogues e facebook e não faltam os balanços de 2014 e as resoluções para 2015.
Ainda não pensei numa coisa nem noutra mas assim de repente o que mais desejo para 2015 é dormir, pelo menos, 3 a 4 horas seguidinhas. Nem peço a noite toda porque a senhora dona Alice ainda acorda para ir à casa de banho ou porque tem calor ou porque quer o Mickey ou porque sei lá o quê... mas 4 horinhas sem ninguém chamar por mim nem precisar do meu par de mamas é euromilhões.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Dizem que a merda significa dinheiro...

Se for assim, amanhã o Euromilhões não me escapa. Hoje levei com um jato de cocó em cima que até estremeci. Obrigada meu doce António...

domingo, 28 de dezembro de 2014

Semana #51/52



ZARA









Ainda nem 3 anos tem...

Alice: A mãe é uma criança. O pai é uma criança e a Alice é adulta!

Isto porque usamos muito o argumento de que é só para adultos determinadas coisas como chocolates e doritos e afins ou determinadas ações como deitar tarde, sair sozinha...

Para quem amamenta...

Quem amamenta sabe como os mamilos ficam com tanta sucção, quem ainda não amamenta mas pretende fazê-lo descobrirá...
Muito importante usar algum creme que os impeça de ficarem secos e gretados. Na altura da Alice tive gretas nos mamilos, abriram feridas e amamentar durante alguns dias assemelhavam-se a facadas nos peitos (como se já tivesse levado para saber o que é).
Desta vez, levei logo para a maternidade o que julgo ser o melhor produto do mercado (o meu conhecimento é curto, não se fiem totalmente). Totalmente natural, não havendo problemas em usar e amamentar logo a seguir. Aconselha-se que se use a seguir a cada mamada. Eu uso uma vez por dia, após o duche. Ele mama muita vez...

PURELAN - 15€

Pode-se usar para outros fins: lábios secos, mãos e até no bebé.

sábado, 27 de dezembro de 2014

Desenhos Animados

Alice descobriu e apaixonou-se pela pequena Masha. Vejo com ela e acabei por me apaixonar também...



sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

A altura mais difícil do dia...

Já quando só era a Alice, a altura mais difícil do dia era deitá-la à noite... As desculpas para não ir para a cama, o tempo sentada na sanita muitas vezes sem fazer nada, uma história para ler, o beijinho, o abraço, a sanita novamente porque afinal o cócó quer sair. Raro o dia que este jogo não leva uma boa meia hora.
Agora juntem a esta equação um bebé de um mês que quer mama, que chora enquanto estou num jogo de cintura com a irmã. Estar sozinha à noite a gerir a rotina de jantar e cama é para mim o mais difícil pois durante o dia sempre lhe posso colocar a ver desenhos animados enquanto cuido do bebé.
Valentes e heroínas mães solteiras ou de pais ausentes que gerem filhos e casas.
A mim, dá-me cá uma vontade de subir a um monte e gritttttaaaaaaarrrrr muito.

P.S. Post escrito logo após estar 1 hora para deitar a Alice. Subir e descer as escadas dezenas de vezes porque na sala o mais novo chorava volta e meia. Agora a mais velha dorme (acho) e o mais novo está ao meu colo a dormir.

As malditas cólicas

A Alice sofreu de cólicas até aos 4 meses, apesar de ser alimentada em exclusivo de leite materno.
As cólicas tinham hora marcada, vinham pelas 20h e ficavam até às 23h/00h mais coisa menos coisa.
Tentámos quase tudo mas  na altura o que melhor resultava era o embalo do pai pela casa toda (fez kms) por mais de uma hora.
Tomou Coliprev, Colimil, Infacalm. Havia alturas de desespero... nos últimos meses já tinha encontrado um botão interior no meu cérebro que diminua de volume os gritos e choros dela.
Ao nosso desespero a pediatra respondia: Cólicas não são doença. É aguentar que por volta dos 4 meses passa...
E sobreviver aos 4 meses sem nos atirarmos por uma janela? Isso ninguém diz como se faz...
Bem, na verdade todos sobrevivemos sem nódoas negras ou esfolões.
Cá estamos de novo à espera dos 4 meses. António sofre de cólicas mas bem menos gritão que a irmã. Afinal é homem e acho que tem vergonha de dar a parte fraca.
O que fazemos?
Massagens circulares na barriga no sentido dos ponteiros do relógio.
Movimentos com as pernas como se tivesse a andar de bicicleta.
Embalo pela casa (esta é mais o pai).
Encolher as pernas contra a barriga dele.
Dar umas gotas de Coliprev 4 vezes ao dia (não noto diferença).
Quando nada resulta, colocar um episódio na tv, acionar botão interno de som e embalar até ele se cansar e adormecer ao colo e os nossos braços ficarem dormentes. Ainda podem passar a batata quente ao pai e tentar fugir de casa sem dar nas vistas.
Boa sorte, aos 4 meses já os intestinos do nosso tesouro devem estar a funcionar sem sofrimento.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Festas Felizes

A todos que aqui têm a santa paciência de passar e ouvir-me, um santo Natal. Umas festas felizes em família.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Somos uma família simpática

O mais novo anda a sofrer com as cólicas, a mais velha com as birras dos 3 anos e eu com a privação de sono que me deixa um pouco mais irritável e menos paciente.
Quem quiser passar uma tarde em boa companhia é só deixar comentário abaixo para combinarmos um lanchinho.

Adolescência precoce

Sempre que lhe digo para comer, tomar banho ou dormir responde-me: Ainda não!
Sempre que lhe vejo sorrateira e pergunto-lhe o que está a fazer, responde-me: Nada!
Sempre que é contrariada sai com um virar de costas e um: Não falo mais contigo!
É uma alegria...

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Há momentos...

... em que questiono a minha forma de educar. Se sou muito permissiva ou se sou pouco paciente. Dou por mim com vontade de dar uns gritos, de virar costas e não dar conversa. A minha mãe diz que hoje em dia falamos , explicamos demasiado aos nossos filhos, que antigamente não havia tanto tempo para conversas. Eram mais filhos, maridos que pouco ajudavam e jantar que tinha que estar na mesa a horas.
Há momentos que tenho tantas dúvidas... este é um deles.

Desta vez foi o Augusto

Andámos grávidas na mesma altura, agora são os aniversários todos em fila...



A alegria do trampolim




domingo, 21 de dezembro de 2014

Semana #50/52

A fazer o bolo de natal...

E já passou um mês...


O desejado versus o possível

Imagino vezes sem conta posts, temáticas ou fotografias para aqui postar. Isso é o desejado, o imaginado. O possível é o que está à vista... uma pobreza franciscana.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Pato Donald

Hoje de manhã enquanto amamentava o António, olho para o lado e vejo a Alice de blusa levantada a fingir que amamentava o Pato Donald.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Mãe de dois...

... é colocar um a dormir a sesta e preparar o outro mal o primeiro adormece. Conseguir colocar o segundo a dormir e já o primeiro está a chamar mmmaaaeeee...

Primeiro mês de amamentação

São muitas horas de mamas ao léu. Algumas dessas horas são de pura contemplação e enamoramento ao meu António. Outras a ver tv. Outras agarradas a um livro.
No primeiro mês de amamentação um livro já foi...



terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Botins pretos

Preciso urgentemente de uns... Na verdade, já o ano passado andei à procura... Vou esperar pelos saldos e este ano não falha.

29,95€

39,95€

49,95€

59,95€
Tudo ZARA

Sou mais feliz...



segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Aniversário da Nina

Fomos os 3: eu e os meus dois rebentos.
Estive mesmo para deixar o António em casa com o pai. Afinal ele ainda não fez um mês. Fui com ele a medo... deixá-lo em casa significava ficar na festa apenas uma hora. Sim, ele raramente aguenta duas horas sem mamar. Não queria tirar a Alice de lá antes de soprar as velas, antes de se cansar no pula pula e provar o bolo.
Assim, a medo, levei-o e tentei resguardá-lo ao máximo. Tivemos na festa sem problemas de horário e enquanto lá tivemos mamou 4 vezes. São os inconvenientes da mama. Impossível separá-las do corpo...






Juntas desde os 2 meses de idade...


Um casal com uma filha de 3 anos e outra de 3 meses consegue fazer um aniversário assim, cheio de pormenores, tudo feito pelos 2. Gabo-lhes a paciência. Adoro as suas festas...

Semana #49/52

Ligeiro atraso... sou mãe de 2 :)




quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

A última descoberta da Alice

Nos últimos tempos a Alice descobriu que as suas cordas vocais têm potencial para cantora lírica. Aprendeu que é divertido gritar. Aprendeu que falar baixo ou num tom normal é muito aborrecido.
Esta descoberta coincidiu com o nascimento do irmão. Não tenho a certeza se os dois fenómenos estão relacionados mas parece-me que seja uma forma de chamar a atenção (ainda que de forma negativa e sob repreensão) sobre si. Quanto mais pedimos para falar baixo mais ela desata aos gritos pela casa...
Tem sido tão bom...

P.S. Começo a pensar se terei feito bem dizer não ao médico quando ele sugeriu fazer uma laqueação.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Desafio para 2015

Tirar uma foto por mês no mesmo local e observar o crescimento no fim de um ano...



segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Semana #48/52

Da semana passada...

Nem sei porque faço laços de muitas cores. Quase sempre a escolha é o rosa. Diz ela que é a sua cor preferida...

Loucas são as noites...

... que passo sem dormir...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

"O leite deve ser fraco"

Não me lembro das vezes que ouvi na boca de outras mulheres a frase acima. Foram vezes sem conta...
Desta vez já o ouvi de alguém que só cumprimento com bom dia, boa tarde e pouco mais:
Saio de casa com o António no Sling para ir ao Centro de Saúde fazer controlo de peso. Ele vai a chorar e logo me dizem em plena rua: Oh, deve ter fome! Respondo: Não porque ele esteve a mamar. Ripostam: "oh, o leite deve ser fraco..."
Pronto, é isto. Sem comentários. Ah, ele aumentou 400gr numa semana, só com leite fraco da maminha.



Às vezes penso que sou tão fraquinha como mãe...

Quando um começa a descansar pelas 5h da manhã entre mama e embalo, a outra decide que às 5h30 são horas de despertar e não há nada que a faça ficar na cama...
Fico a pensar nas mães que têm 3, 4, 5 e mais filhos e gerem tudo e ainda conseguem andar frescas e sorridentes e eu logo chego à conclusão que sou muito fraquinha só com 2...


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Sentido agradecimento

A todos que me acompanham por aqui, a todos que me felicitaram, a todos que mais ou menos silêncio vivem um pouco das minhas vivências.
Nem sempre comento os vossos comentários mas recebo todos de sorriso rasgado e fico muito feliz com a vossa partilha.
Beijo de coração a todos vós.


Neste preciso momento...

... todos dormem cá em casa. Eu que passo as noites acordada a amamentar e a lutar contra as cólicas do António, sinto que devia fazer o mesmo. Em vez disso, vou tratar de ofertas de natal. Até o mais novo acordar para voltar a mamar pode ser dentro de 5 minutos, visto que já não come há quase 2 horas...
Fui.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

15 dias depois...

... a 1 kg do meu peso anterior à gravidez mas a 3kg de um peso ideal.
O segredo? Amamentar. Não só porque queima muitas calorias (dizem) mas porque nos deixa pouco tempo para comer. Quando sobra tempo, ás vezes troco a refeição por um bom duche :)


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014