ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Email

Estou no trabalho a pensar que os meus tesouros estão em casa, de pijamas a verem televisão ou a brincarem no chão da sala. Depois recebo um email com uma fotografia...

 

A fase das birras

As birras, ai as birras ora de filhos ora de pais (eu também as faço, confesso!).
A Alice começou a manifestar essa linda fase tinha uns 2 anos e meio. Até lá era uma criança fácil de se levar. Depois a coisa foi ficando mais difícil e exigente. Houve momentos bastante stressantes.
Ultimamente... nota-se uma ligeira mudança de comportamento. Ela ouve melhor o que lhe dizem, parece compreender e aceitar (com alguns lamentos num tom mais baixo).
Ainda não estamos no ideal (existirá? o ideal para mim ou para ela?) mas tenho-me apercebido que ela está mais crescida, mais "madura". É um consolo!
E saímos mais vezes os 3 (eu com os rebentos) e tem corrido bem. Ninguém chora, ninguém se atira ao chão (nunca foi muito o estilo dela), ninguém grita nãooooooo ou corre na direção oposta.
Tenho-lhe dito o quanto estou feliz com o comportamento dela. Conto-lhe como ela fazia e como ela tem agido e os olhos dela brilham quando me responde: "Mãe, eu já sou crescida!"
Digo-lhe que assim podemos passear mais vezes porque não é difícil tomar conta dela e do mano. Digo-lhe que tudo se torna mais divertido para mim e para ela.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Cadeira auto

Primeiro foi o ovo a viajar no sentido inverso à marcha. Fantástico quando adormecia no carro e não era necessário acorda-la para entrar e sair dos sítios.
Depois crescem e a cabeça começa a sair do limite do ovo. É por aí que sabemos que chegou a altura de mudar... a opção recaiu sobre uma que permitisse continuar a andar no sentido inverso à marcha.
Com base na informação de uma leitora, pensava eu erradamente, que a legislação portuguesa ainda não tinha sido alterada. Na verdade, desde o ano passado que foi estendida a obrigatoriedade de viajar de costas até aos 18 meses. Na maioria dos países da Europa vai até aos 3/4 anos. Está mais que provado que um embate a 50kms/h pode ter consequências muito graves numa criança que ainda não tem os músculos do pescoço fortalecidos.
Desta forma, queridos pais, mantenham os seus filhos o máximo possível a viajar de costas. A Alice foi até aos 2 anos e pouco. Como estava grávida custava-me muito senta-la na cadeira abaixo de costas. Já 2 anos feitos, decidi vira-la. Desde então viajou na mesma cadeira de frente.
Agora, já com 2 anos e pouco, com 17kgs no lombo, achei que tinha chegado ao momento de passar para outra poltrona. Como o meu carro não tem as modernices (neste caso sinto inveja) do isofix, a escolha é bem mais económica.
A opção foi uma da Prénatal que custava 135€ e ficou por 100€ em promoção de fim-de-semana.
A Chicco encontra-se agora com promoções nas cadeiras auto.



Eletta - Chicco
Grupo - 0+/1
0 a 18kg
 
Prénatal
Antares
Grupo 1/2/3
9 a 36kg
 
 
Saber mais da minha experiência e dos perigos de viajar no sentido da marcha:
 
 P.S. Obrigada Ana, pela informação.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Uma blusa para a mesa do canto

 
 
KAELEN - $460.00
 

Começamos a semana

Ontem foi feriado nos Açores. Hoje é segunda-feira para mim. Tive uma noite ímpar (23h, 1h, 3h, 5h, 7h) com desvios que não chegavam aos 15 minutos. Tenho a sensação que apenas passei pelas brasas, que dormi com um olho fechado e o outro aberto. Alegra-me ver que está sol e que uso um colar colorido.

Quem sabe um dia...

O meu irmão mais velho tem um ginásio em casa, treina todos os dias, é um ano mais velho do que eu e está numa forma física invejável.
Eu precisava tanto de melhorar a minha forma física, tanto mas tanto... e não há maneira. Não sei se é desculpa esfarrapada mas com 2 filhos a serem criados em casa, numa conjugação de horários, não consigo encaixar mais nada na agenda. Nem corridas ao ar livre, nem abdominais no quarto, nem elíptica na sala. O máximo que dou é step nas escadas de casa.
Quem sabe quando estiverem os 2 na escola... brother, me aguarda!



segunda-feira, 25 de maio de 2015

domingo, 24 de maio de 2015

Adeus mini berço

Já um crescido. Deixa a sua cama minúscula para dormir no berço.


A caminha já tem novo inquilino. Foi para casa de uma amiga que teve o segundo filho em Abril. Por aqui já passaram alguns bebés e passarão mais (não em minha casa...).

6 meses



sexta-feira, 22 de maio de 2015

Estão a chegar os dias de sol

Dias maiores, passeios ao final da tarde e o sol a brindar-nos.
Não é hoje mas um dia destes... no entanto, já estamos preparados.
Para bebés é fundamental a não exposição direta ao sol até um ano de idade mas é importante os passeios, o calor dos dias mais quentes.
Já comprei um écran mineral, com fator 50+. Muito importante que seja écran mineral e não um simples protetor solar mesmo que seja fator 50.
A nossa escolha foi esta mas existem muitas marcas.

BIODERMA
20€
 

As noites do Marcelo Rebelo de Sousa

Nunca pensei dizer isso sobre as noites do Marcelo Rebelo de Sousa:
"5 horas seguidas de sono?! Felizardo! Dorme tanto!"

Primeira consulta de oftamologia

Recomenda-se que por volta dos 3 anos se faça a primeira consulta de oftalmologia. Com 3 anos feitos em Janeiro, lá fomos nós para a primeira consulta da Alice.
Correu lindamente. Apesar dos receios dela antes da consulta, mal teve contato com a médica (também mãe e com uma sensibilidade extra na relação com crianças) ficou encantada. Fez os exames, adivinhou todos os símbolos e reclamou quando a consulta terminou. Queria ficar na conversa e nos jogos com a médica.
No final a médica elogiou tanto o seu comportamento que quis-lhe dar uns bonecos como recompensa.
A Alice ficou fã e nós também. Voltámos aos 5 anos, já que, por agora, está tudo bem.

 
 
 
No outro dia enquanto o pai escolhia uns para si, nós não resistimos em experimentar também.
 
 
 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Roupa de princesa é outra coisa

Ontem estreou um pijama que lhe ofereceram. Na frente tem uma princesa que parece-me ser a cinderela mas ela diz que é a Aurora. Estou confusa.
De manhã, ao acordar diz: "Mãe, agora tenho que levar esta camisola para todo o lado, toddooo o lado para todas as pessoas verem. E não posso sujá-la, sujar nãoooo!"

Se encontrarem uma menina de 3 anos de coroa na cabeça e pijama não se assustem. É apenas a minha princesa.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Pergunta quase diária

Alice: "Mãe, estás feliz comigo? Eu estou feliz contigo e quero que estejas feliz comigo."

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Meio ano se passou, incrível!

  
Um lord ;)
 

As razões do não e não apenas o não

Alice: Pai, emprestas-me o teu telemóvel?
Pai: Não!
Alice: Pai, empresta-me para ver os desenhos animados.
Pai: Não!
Alice: Só um bocadinho.
Pai: Não!
Alice: Pai, não podes dizer não, não, não. Tens de dizer porquê!
Pai: Porque posso precisar dele.
Alice: Ah...

As noites, ai as noites!

Fui visitar uma amiga que teve o seu segundo filho há cerca de 1 mês e meio. Esse bebé, ainda com cara de recém-nascido, corpo molinho que apetece pegar ao colo e ficar colada a ele o dia todo, já dorme a noite toda. Nas noites que não dorme é porque a mãe fica preocupada com tantas horas sem mamar (sim, é mama, não é suplemento ou papa no biberão) e lá o acorda para o colocar à maminha.
E eu, mãe de um grandalhão de 6 meses (meio ano, minha gente) que já segura a cabeça, arrota como gente grande, ri-se na minha cara, puxa-me os cabelos com força, ainda acorda às 23h, depois 1h da manhã, vira 3h da manhã, vejo as 4h, ah, não, já são 5h da manhã e pensei que só tivesse pestanejado, às 6h a fralda está a transbordar, 6h15m está a rir-se como quem quer brincadeira, eu estou de cara séria mas dou-lhe um beijo num leve sorriso, às 6h30m estou a pensar que se calhar já me levantava, só mais um pouco, ahhhhh são 7h45m e tenho que tomar duche.
Nem todas as noites são iguais. Há noites de horas pares, noites de horas ímpar.

Moral da história: Eu não sei se fico feliz pela minha amiga se elimino o número dela do meu telemóvel porque, como diz o outro: Há 2 tipos de pais no mundo: pais que têm filhos que dormem sem problemas nenhuns e pais que odeiam pais que têm filhos que dormem sem problemas nenhuns.

sábado, 16 de maio de 2015

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Festas do Senhor Santo Cristo

Vou sozinha com os dois. Chegamos ao palco principal (Campo de S. Francisco) e Alice parece um radar. Vira-se e estica o braço: "Mãe, quero um balão!", vira-se mais um bocado e estica o outro braço: "Mãe, quero andar no carrocel!", olha em frente e pede: "Mãe, quero pipocas!".
Levou uma coroa na cabeça e talvez achasse que isso lhe daria direito a vida de princesa. Não me parece... cá no nosso reino as princesas só o são na beleza, nos risos, no cumprimentar as pessoas e sorrir ao próximo.
Sim, abriu-se um precedente e, aos 3 anos, ela andou pela primeira vez no carrocel. Baixei-me ao nível dela, quase de joelhos fiquei, e olhos nos olhos disse-lhe calmamente e com todas as letras bem pronunciadas: "Alice, vais andar no carrocel mas apenas uma volta. Só uma vez!"
"Mas porquê, mãe?" soltou logo. Disse-lhe: "Porque para andar de carrocel é preciso dinheiro e a mãe não tem. Tenho uma moeda para ti e apenas para uma volta. No final não há gritos, nem choros, ok?"
Ela: "Oh... está bem!". Acho que fomos ambas a medo. Estava preparada para um espetáculo de gritos mas tinha em mente que seria apenas uma vez, um euro. Não lhe quero passar a mensagem de que as coisas são fáceis de ter, que custam pouco ou que basta pedir e tudo nos cai nas mãos. Também não digo não só porque me apetece. Digo-lhe quando sinto que é o melhor para nós e para ela enquanto família.
Foi na sua volta. Sorriu, gritou e esbracejou nas voltas que dava. Estava feliz da vida nos 30 segundos que deve ter levado e na experiência de partilhar com a sua amiga Nina. No final, fui ter com ela.
"Vamos, amor. Já terminou!"
"Mas, mãe, eu quero andar mais..."
"Não, Alice. A mãe disse só uma volta."
"Mas, mãe, aquelas meninas estão a andar há muito tempo."
"Pois, mas os pais daquelas meninas têm muito dinheiro e a mãe não. Vamos fazer outra coisa. Vamos correr atrás das pombas!" e peguei-lhe ao colo sem choros ou gritos.
Passado uns minutos já ela se tinha esquecido de como é bom andar às voltas num carrocel. O bom era andar a correr atrás das pombas de coroa de princesa.
Passados uns minutos: "Mãe, mãe, quero um balão!" "Alice, a mãe não tem dinheiro para balões!" "Mas mãe, olha, aquelas meninas têm balões!", "Sim, Alice, têm porque os pais daquelas meninas têm muito dinheiro para comprar balões! Olha, aquela pomba! Corre!" e ela correu...

 
 
 
 

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Sobre o vídeo do bullying...

... e tantos outros vídeos que circulam sobre crianças e bebés: não abro, não vejo.
Sei que existem casos atrozes, coisas do inferno mas prefiro poupar-me a tais cenários. Leio apenas o que dizem sobre...

Ando num namoro pegado


quarta-feira, 13 de maio de 2015

Capa

Tenho uma parecida mas até aos pés. Gostava mas estava reticente. Agora percebi que preciso de a cortar pelo joelho.


http://atlantic-pacific.blogspot.pt/



Primeira colher de sopa

Segunda-feira, pelas mãos da avó materna que tinha ido fazer uma visita. Estranhou o sabor mas lá foi comendo sem grande euforia...

Está com um ar um pouco assustado...
 

terça-feira, 12 de maio de 2015

Ontem foi feriado onde vivo

Mãe, quero nozes!
Mãeeeee, xixi, xixi, xixi!
Mãe, quero bolachas de arroz!
Mãeeeeee, não ouço a televisão. Preciso do comando!
Mãeeeee, onde estás?
Mãe, xix, xixi, xixi!
Mãe, tenho sede!
Mãeeeee, vem brincar comigo!
Mãeeeee, onde estás?
Mãe, vais demorar?
Mãe, dá a canja!
Mãe, quero kiwi!
Mãeeee, brinca comigo!
Mãe, o que queres brincar?
Mãe, posso ajudar-te?
Mãeeeeee, quero mais noz!
Mãe, o que estás a fazer?
Mãe, posso fazer um desenho?
Mãeeeee, quero fazer um desenho!
Mãe, senta ao pé de mim!
Mãe, vê os desenhos animados comigo!
Mãeeeeeeeeee.....

O que é, Aliccccceeee?! O que ééééé?!
Chego ao fim do dia com a paciência por um fio de cabelo.

Só tinha entrado na Blanco uma vez e saí igual...

Desta vez não saí igual, saí cheia de comichão, aquela comichão que dura dias, se não levarmos aquela peça, só aquela e mais uma para fazer o pandam.
Já sou fã e voltava lá a entrar e deixava de parte a H&M se só pudesse escolher uma.

25,99€

29,99€

29,99€

32,99€

35,99€

35,99€

45,99€

25,99€

35,99€

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Arrependimento

Apaixonada por esta saia. Arrependida por não a ter trazido comigo... O outro dia até sonhei com ela.



Mil vezes mais bonita ao vivo
Blanco

Primeira viagem na Ryanair

As companhias lowcost chegaram a S. Miguel e nós fomos experimentar os 4.
Havia a dificuldade da bagagem apenas para não termos mais custos, contudo, safámo-nos bem.
O bebé tem direito a um saco pequeno. A Alice e nós que pagámos bilhetes temos direito a um saco cada um com máximo de 10 kg e nas medidas 55x40x20 e ainda mais um saco cada um nas medidas 35x20x20.
Check in feito online. Como chegámos cedo ao aeroporto e os voos estavam cheios, podemos despachar as bagagens a custo zero. Dá muito jeito quando andamos com as crianças atrás. Todo o pessoal a bordo e nos aeroportos são muito simpáticos, sem ser preciso pagar mais nenhuma taxa.
Recomenda-se!
Não conheço os serviços da Easyjet.

P.S. Nas malas uns snacks para crianças e graúdos se a fome apertar. A bordo há refeições quentes e frias que se pagam.


sexta-feira, 8 de maio de 2015

O terceiro álbum

O álbum já chegou. Além da qualidade é a rapidez do serviço que torna o produto ainda mais aliciante. Oito dias úteis para a entrega, no máximo. Na segunda-feira chegou e logo detetei uma grave falha minha. Coloquei nos meses o ano 2015 em vez de 2014. Lá terei de colocar um autocolante em cima com a retificação. Não encontro outra solução.










Existem muitos tipos de álbuns na Dreambooks, contudo, a minha preferência vai para a edição Premium Classic no valor de 69,90€ com 40 páginas.
Adquiro sempre quando há em promoção no voucher sapo e nunca pago o valor acima. Consegui este a 48€. Vale cada cêntimo, mesmo ao preço atual dele.

P.S. A má qualidade das fotos não mostra o potencial do álbum. Tirei as fotos à Alice com o telemóvel e apenas com a luz de final de tarde.