ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Nem sempre...

... sapatos altos.

Famosos

Hoje vi muitas caras conhecidas da tv: actores, comediantes, apresentadores de programas. Acho que vieram cá todos passar o fim de ano.
Olhei de canto do olho como quem não lhes dá importância. Eles devem ter feito o mesmo comigo. Olharam... fingiram que não me reconheceram... e agora andam a comentar uns com os outros: "Viste? Viste? Era a CS do chá verde!"

Milla Jovovich - Elle Italy by Matt Jones, April 2009

Já só faltam 10

O Natal foi passado ao pé de alguns mas longe de outros tantos que moram no nosso coração. Já sabíamos que seria assim e tomámos a decisão de deixar a compra de muitas ofertas para depois da loucura das lojas e dos preços exorbitantes. Muitas já foram compradas mas ainda faltam 10 da nossa lista.
Quando regressarmos será um festim trocar ofertas longe da confusão que é a troca feita na noite de natal.

Angelina Jolie by Patrick Demarchelier

P.S. A nossa restrita e económica lista passou das 30 pessoas...

Jantar de fim de ano

Eu a ver um episódio da Anatomia de Grey (já no 17º da 6ª série) e B. vem pedir a minha opinião/aprovação sobre o que pensou para o jantar:
Camarões grelhados
Amêijoas à chef B.
Batatas assadas com ervas
Bifes de perú com molho especial
salada de espinafres e cebola roxa
folhado de ervas

Como é possível não adorá-lo pela minha vida toda?
As sobremesas ficaram a cargo da irmã, "mestre pasteleira" com valor reconhecido na família.

Natalie Portman - Premiere by Norman Jean Roy, March 2005

A 31 de Dezembro

Não tenho balanços feitos, nem resoluções de ano novo. Preciso de estar só comigo, no meu espaço, num mundo pouco habitado, para que possa submeter-me a exames de consciência. Até lá, vou vendo os balanços e resoluções dos outros, desejando uma vida de sonhos sonhados e realizados.
Para mim, será apenas mais um dia desta época festiva...

Leighton Meester by Vincent Peters, 2008

Google na passagem de ano

Prova material

Vídeo introduzido seguindo as instruções abaixo referenciadas:


Conheço algumas pessoas a quem este papel do Stewie acenta como uma luva feita à medida... 

Sei que muitos ficarão agradecidos...

Apercebi-me de algumas dúvidas e, como rapariga que promove a partilha de conhecimento, aqui vai:

Para diminuir o tamanho de um vídeo do youtube, fazer o seguinte:

1º carregar no ícone INCORPORAR;


2º Introduzir as medidas no espaço que aparece mais abaixo. Costumo colocar na largura 350.


3º Depois é só copiar o endereço que aparece.




P.S. Se não servir para mais ninguém, pelo menos serve para a ADEK ;) E calar muitas bocas que possam gritar: "Aqui não se aprende nada!"

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Portadora de boas novas

Adoro espalhar boas notícias e assim sendo, há pouco ao telemóvel com Pboy:
Eu: "Tenho uma boa notícia para te dar."
Pboy: "Hoje já recebi uma. Então diz lá..."
Eu: "Vais poder privar da minha companhia e de B. no domingo à noite."
Pboy: "Pois... era o que temia... estava com medo da boa notícia."
Eu: "Só para te avisar que queremos jantar convosco."
Pboy: "Pois... vamos ver se conseguimos."
Eu: "Vai ser tão porreiro. E depois podemos tirar fotos e meter inveja à Mari."
Pboy: "Boa ideia. Ela é tão invejosa... hihihi"

P.S. Foi ele que disse, Mari!

Madisyn Ritland - Vogue Hellas by Mara Desypris, December 2010

Hoje é...

... véspera de véspera de ano novo! (Para os mais distraídos)

Zooey Deschanel

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Passagem de ano

Na minha opinião a passagem de ano fica muito próxima das festividades natalícias. Fico cansada das comidas, das sobremesas, dos excessos que se cometem... Preferia um maior compasso de espera que nos levasse a uma comemoração cheia de vontade e sede de festejar. Nunca tive essa sede, apesar de ter participado em muitas comemorações como também de já ter decidido passar a meia-noite sozinha, no meu descanso a ver tv. Tudo me agrada, só não me agrada a pressão de termos de estar felizes, contentes, arranjados e penteados, num lugar qualquer a beber um espumante e a enfiar passas pela goela abaixo.
Assim sendo e tendo em conta a compra ou possível compra da dívida portuguesa por parte do governo chinês, não será mal pensado deixar o dia 31 de Dezembro em descanso e entrar no novo ano pelo calendário lunar chinês.
Calhando sempre entre o dia 21 de Janeiro e 20 de Fevereiro, de acordo com a lua nova, este ano será a 3 de Fevereiro, ou seja, passagem de 2 para 3 de Fevereiro de 2011, uma quarta-feira. Vou organizar qualquer coisa, pedir que os convidados levem uma peça de roupa comprada nos chineses (a maioria talvez já tenha), chá e crepes e viva, viva!

Será o ano do coelho.

Sai fumo branco da chaminé

Só hoje de manhã ficou decidido onde estaríamos na entrada do novo ano. Não é  um evento que dê muita importância e B. também não. O ano passado foi em nossa casa, rodeados de amigos, a ver fogo de artíficio da varanda. Adorei. Este ano será no mesmo local que foi o natal, em casa dos pais de B. Nada de especial marcado para o dia, apenas uma certeza: estaremos juntos a entrar em mais um ano.

Dexter

Estive a sacar a primeira série, devido às críticas tão positivas da minha prima Mari. Ontem, já quando B. dormia tentei ver o primeiro episódio. Passado 5 minutos já estava a desligar... acho que não vou conseguir ver, por mais que gostasse... são muitos cortes de bisturi e outros objectos cortantes...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Expandir uma ideia inovadora

Em tempo de crise, tudo aquilo que for borlas deveria ser difundido a várias áreas de negócio e lugares do país.
À semelhança da DESIGUAL, que levou uns quantos a ficarem em roupa interior em troca de duas peças, a INTIMISSI devia levar uns quantos a ficarem todos nús em troca de cuecas e soutien, uma clínica dentária devia oferecer implantes a uns quantos que ficassem na fila com as suas placas no copo de água, uma óptica oferecia óculos a quem fosse para lá às apalpadelas no terreno e por aí fora.
Só a DESIGUAL a fazê-lo parece-me rídiculo, muito rídículo... assim nem que me pagassem metia lá os pés!! Prefiro mil vezes uma dentadura nova e a brilhar no escuro.

Karen Elson: Star Academique - Numero #58 by Solve Sundsbo, 2004

Não me agrada...

... pessoas que quando se sentem atacadas ou ameaçadas, procurem o caminho da acusação dos outros, numa comparação de que outro qualquer é igual ou pior, como se a destruição da imagem de outra pessoa, minimizasse os seus erros ou atitudes... Não me agrada mesmo nada...

Natalie Portman

Por mais que viva...

... e por mais desilusões que tenha passado, custa-me sempre desiludir-me com alguém...

Veronica Lake

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

I love shoes

Não tenho nenhum par em amarelo...

domingo, 26 de dezembro de 2010

White christmas







Rescaldos do Wii

Retiro algumas coisas que disse do Wii. Afinal eu adoro o jogo, não como participante mas como espectadora. O que eu me ri a ver jogar boxe... fantástico.
Hoje acordaram com dores no corpo.

Piada de B.

Estreia

Para vós apenas mais um post.
Para mim o primeiro post feito a partir da minha linda oferta de natal.

Talvez o livro seja melhor...

... acho que podia ter sido melhor explorado... não sei... terminei o filme com uma sensação de vazio. Será que o facto de hoje ser dia de Natal influenciou a minha percepção do filme ou foi alarido demais à volta deste filme?

De mim para mim

A preocupação de comprar para os outros, de não esquecer de ninguém deixa-nos para segundo plano. Não me preocupei em comprar aquilo que gostaria, não me preocupei se poderia ou não cometer alguma loucura e comprar uns sapatos ou casaco que me deixasse aos pulos.
Ao chegar à cidade do meu amor, tive de visitar a melhor cabeleireira que alguma vez colocou as mãos no meu cabelo. Um dia posto uma foto do antes de a conhecer e do depois de a conhecer. Ela colocou a tesoura no meu cabelo e mudou por completo a ondulação, de um encaracolado pesado e feio para um ondulado aberto e saudável. Lá fui. Tive de cortar um bocado no comprimento para corrigir o último corte feito e saí de lá com a minha oferta de natal.
Posso passar meses sem comprar roupa ou outra coisa qualquer para mim mas nos últimos anos habituei-me a cuidar mais do meu cabelo. Deixei de usar produtos do supermercado e a apostar na qualidade daquilo que coloco na moldura do meu rosto. Os produtos são mais concentrados, tendo uma duração que compensa o valor pago. O meu shampoo dura-me 6 meses. Compro 2 por ano, no valor total de quase 40€. Se fosse no supermercado comprava 1 por mês no valor total de pouco mais de 40€.

Produto lançado há pouco tempo. Custa 34€. 

"Kerastase acaba de lançar Elixir Ultime, um óleo formulado com quatro Óleos Essenciais – Argão, Germén de milho, Camélia e Pracaxi -, e que actua em várias vertentes: dá suavidade, flexibilidade  e resistência ao cabelo ao mesmo tempo que os protege e  dá brilho. A sua textura é leve e não oleosa."

sábado, 25 de dezembro de 2010

O meu mano G.

Hoje lembrei-me que ainda não tinha falado com o meu mano G. nestas festas. Liguei-lhe e a primeira coisa que lhe contei foi:
Eu: "Sabes o que B. me ofereceu? Um portátil?"
G.: "Ah já viste?! Que bom! E tu? Ofereceste-lhe um LED TV?"
Eu: "Nãoooo...."
G.: "O quê?! Não lhe compraste um LED TV? Então ele oferece-te aquilo que mais gostavas e tu não lhe compraste um LED TV?"
Eu:" Ohhhh... tínhamos combinado não trocar nada! E eu estava toda contente que tinha um perfume para lhe oferecer..."
G.:"Um perfume?... ahahah... como foste capaz de não lhe comprar o LED?"
Eu: "ohhh... mas isso tem de ser comprado com ele, sabia lá o modelo..."
G.: "Falavas com o R. e ele tratava disso na Rádio Popular. Uns 350€ já devia chegar..."
Eu: "Ohhhh... mas não é assim... temos as nossas despesas... tinha de ser bem pensado..."
G.: "Ok, entendo, mas não acredito que não lhe tenhas comprado um LED TV."
Eu:" Ohhh... eu ofereci-lhe um perfume. Íamos comprar o que fosse necessário nos saldos..."
G.: "Pois... devias ter-lhe oferecido um LED TV..."
E depois falámos do meu portátil e das características e que agora já tinha um computador e que podia levar para qualquer lado e blá, blá, blá...


Este é o meu, mas em preto.
Toshiba mini NB205 (pouco mais de 1kg)

Wii

Por cá houve quem recebesse um Wii. Já joguei boxe, tiro ao arco e bowling.
Não é coisa que me faça delirar, apesar do brilharente que fiz no boxe, o jogo de pernas a iludir o adversário, bem a jeito do Rocky IV. Ri-me um bocado e fiquei com dores nos braços. Para mim já chega. Prefiro jogar Puzzlebubbles com B. na sua playstation 2.

Primeira troca de ofertas

Eu e B. nunca falámos em ofertas um para o outro. Nunca me perguntou o que queria e apenas lhe perguntei uma vez, já perto do natal:
Eu: O que gostarias para o Natal?
Ele: Compra-me umas meias ou umas boxers.
Eu: Depois do Natal compramos em saldos aquilo que precisarmos?
Ele: Sim.

Assim, pensei que nada teria dele. Que teria apenas as ofertas da parte da família dele. As nossas seriam resolvidas depois e a 50% de Desconto.
Contudo, tinha umas pantufas compradas na H&M em Novembro e no aeroporto decidi comprar-lhe um perfume sem ele ver. Pensei que ele ia ficar todo contente, pois não estaria à espera de nada e os perfumes nunca são demais para B. Ele, simplesmente, adora perfumes.
Aqui esperam pela meia-noite para fazer a troca. Todos sentados perto da árvore e o irmão mais velho de B., com ajuda da irmã, vai distribuindo as ofertas. É esta a tradição familiar.
Recebi umas luvas em pele lindas, um perfume fantástico, um saco de viagem, um creme e sais de banho e para ambos uma capa de edredon.
Quando B. recebeu as suas duas da minha parte, fez aquela cara e disse:
"Oh, és demais! Tínhamos combinado não trocar nada." Eu toda feliz!
E a última das ofertas, zás. Uma caixa para mim, do meu amor.
Fiquei tão surpreendida, rasgo um pedaço do embrulho... oh... queria tanto mas estava tão longe, tão longe de vir a receber...

Dianna Agron

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

sms's natalícios

O telemóvel não pára de dar sinal de mensagem. São aquelas mensagens natalícias, em quadra ou verso, umas mais engraçadas do que outras mas quase todas feitas em série num lado qualquer e enviado a todas as pessoas da lista de contactos.
Eu sou um pouco descuidada nisso. O que tenho feito nos últimos anos é:
a) responder a todas as mensagens que me enviam com desejos de boas festas, com algo simples e sem qualquer tipo de analogias;
b) ligar a uma ou outra pessoa que por ser mais especial merece não só as minhas palavras escritas como o som da minha voz.
c) fica uma imensidade de pessoas, sem mensagens ou telefonemas. Mas com a quantidade de sms's enviados nesta época duvido de alguém dê por falta da minha...

Abbey Lee Kershaw: Neo Romantic - Vogue Italia by Emma Summerton, June 2009

Véspera de Natal

Apesar de este ano as festividades terem vindo mais cedo e não me terem deixado preparar mentalmente para elas, chega ao dia, ou melhor, à véspera e temos que estar preparados.
Pela terceira vez na vida passo longe da minha família, ou de parte da minha família, para passar com a família de B. Apesar de gostar de todos sinto a falta dos meus irmãos, dos meus pais, da ceia e almoço em casa deles. Contudo, tendo o meu amor na minha terra, longe dos seus, estes momentos em que volta a casa são de verdadeira felicidade para ele.
A todos que me seguem e a todos que aqui pararem por engano, umas festas felizes. Um ano repleto de alegria, de momentos fantásticos, rodeados de pessoas boas e sinceras. Uma vida de sonhos, sonhados e realizados. Uma vida de coisas doces, de bom vinho, de sorrisos e abraços.
Para todos vós o que desejo para mim.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Ajudante de Mestre Pasteleira

No final da tarde fui ajudante de mestre pasteleira e tive uma participação activa, positiva e fundamental na feitura de algumas sobremesas.

Google natalício

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

A rota foi diferente

Realmente a rota foi diferente e, pela primeira vez, acho que fomos até Santarém e voltámos a Lisboa.




Mundo real versus blogosfera

Os blogues e as pessoas que escrevem nos blogues e seguem os blogues acabam por fazer parte de um grupo, uma espécie de família. Nessa família temos familiares emigrados, temos contratados e efectivos, as engraçadas, as simpáticas, as dotadas na cozinha, as que adoram roupas, as que compram sapatos e mais sapatos, todas numa espécie de união feminina de elevada partilha, numa realidade virtual, tantas vezes verdadeira.
As pessoas que sigo ou que me seguem passam a fazer parte deste meu dia-a-dia no blog, já cheguei a emprestar algo meu a uma "familiar" que precisava. Não nos chegámos a cruzar, não foi necessário sequer nos vermos. Voltaria a fazer o mesmo, sem qualquer receio, à mesma ou a outra "familiar" que lançasse o apelo.
Depois vem o facto de vivermos fisicamente num espaço pequeno, onde nos cruzámos ou nos podemos cruzar. Algumas pessoas conseguimos identificar, outras nem por isso. Somos identificadas e nem sabemos. Andamos na rua e somos observadas sem o saber ou observamos sem saberem.
Ontem, pareceu-me identificar determinadas pessoas que fazem parte desta "minha família", pessoas que saíram dos seus blogues e pareceram reais, tão reais como eu e tinham rostos, vozes e movimentos reais. E eu não sou capaz de saltar a linha, saltar do computador e cumprimentar. Esta incapacidade deve-se à dualidade de sentimentos: eu conheço-as mas não as conheço. Eu sei o que fazem, como são as suas árvores de natal, de onde vieram ou para onde vão, mas não sei os seus verdadeiros nomes, os seus verdadeiros gestos ou personalidades. E não sei se me conhecem, ou melhor, se me "reconhecem" nos meus verdadeiros gestos, na minha voz ou na forma como caminho.
Aqui tudo parece tão fácil. Parece tão fácil dar a nossa opinião, mostrar parte do nosso ser. Na "luz do dia" e não sei quem são, nem sei sabem quem sou...
Desculpem-me... mas fico sempre sem saber como reagir e, muitas vezes, não sei mesmo quem são, um ou outro caso sei, mas não sei como cumprimentar...
Sinto que o primeiro passo (se existir) não será meu mas será, sem sombra de dúvidas, retribuído...

Blake Lively

Cá estamos

No continente português, no sopé do 2º ponto mais alto de Portugal...

Piada Aérea

Algures sobrevoando o oceano Atlântico, vislumbrando-se da janela do avião apenas mar, nuvens e céu azul.
B.: Eles mudaram por completo a rota.
Eu: Talvez tenham rotas de inverno e outras de verão ou então têm rotas alternativas quando o tráfego aéreo é maior. Mas por que razão dizes isso?... é porque não te lembras de termos passado por aqui da última vez?
E desato a rir... e B. mantém-se impávido e sereno a olhar para mim enquanto não consigo parar de rir. Até que...
B.: Eu não quero é lembrar-me dessas piadas...
Eu: Quer dizer que não te lembras de termos passado por aqui? É isso?
E continuo a rir tão feliz da minha piada. Eu acho que teve piada. Ele é que não quis reconhecer o meu humor inteligente e torceu-se todo para não desatar à gargalhada.

Emily Deschanel - Elle Girl, 2005

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Fazer a mala

Já fiz muitas, muitas mesmo. Umas para vários meses, outras para uma semana e algumas para apenas 2 dias. É coisa que me deixa desorientada. Quero ser selectiva, prática e inteligente. É difícil... muito difícil, porque não quero ir carregada de coisas, levo sempre o mínimo possível e a escolha é tão complicada...
Começo sempre pelo calçado e só depois a roupa.


                                                                                                                                                              

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

"A cup of tea"

No meio de agendas tão bonitas, nasceu a minha. Mariquitas já a colocou no seu blog para que todos que a seguem pudessem ver mais um projecto criado. Eu estou feliz e, pelos vistos, ela também ficou. Foi uma parceria perfeita. Foi tão fácil, tão fácil pela sua atenção aos pormenores, pela sua preocupação em encontrar aquilo que a outra pessoa mais gosta.

1º dia de férias

Será passado em arrumações, últimas compras e fazer malas. A casa tem de ficar pronta para receber amigos enquanto estaremos fora. A mala terá de ter roupa muito quente e todas as ofertas de natal. Vamos para o frio, a neve e a serra.

Emma Stone - Nylon, May 2010

Conversa sobre roupas

Os dois numa loja a ver ofertas para outras pessoas:
Eu: Ah, gosto tanto desta saia!
Ele: Mas tens uma igual.
Eu: Neste tecido assim?
Ele: Não, nesta cor e com um feitio assim parecido...
Eu: Ah, pois tenho.
Ele: Pois, eu sei. Conheço toda a tua roupa. Só não conheço aquela que dizes que já tens há muitos anos (e ri-se)...
Eu: Mas é verdade! Não conheces a minha roupa toda e pensas que são peças novas.
Ele: Pois, está bem... (e ri-se novamente)

Detesto quando ele me vê com uma peça diferente e pensa que a comprei, quando já a tinha há largos anos e não a vestia também há muito tempo. Ele, simplesmente, não acredita em mim e ri-se da minha cara...

Natalie Portman - Vogue Germany, November 2005

Amor de irmãos

Domingo, ao almoço, em casa dos meus pais:
Mano mais velho: "Então, ainda estás por cá? Pensei que já tivesses viajado!"
Eu: "Não... só vou quarta-feira."

Tudo inquieto por me ver pelas costas nesta época mais festiva e familiar que apela ao convívio, partilha, amor... Tudo inquieto que me vá para que comecem as festas!
Apenas a minha sobrinha Maria me respondeu, quando lhe disse que só a via depois do Natal, enquanto a abraçava: "Não é uma coisa que me agrade, mas pronto... podes ir."

Preparar o espírito

Chove lá fora, chove muito. Cá dentro, parece-me, somos poucos. Muitos estarão de férias...
Estou sozinha no gabinete que divido com mais uma colega. Passo a computador as notas tiradas numa pequena formação sobre Contratação Pública. Como pano de fundo... ouço música de natal e assim me preparo para as minhas férias natalícias.

Christina Hendricks: Capitol File by Steve Erle, 2010

domingo, 19 de dezembro de 2010

Amanhã é segunda-feira...

... mas é também o meu último dia de trabalho de 2010. Doce segunda-feira, pois estou mesmo a precisar de uns dias de descanso...

Deborah Ann Woll in Allure magazine, Jan 2011

Estava com esperança...

... que os cereais da marca Continente fossem substituir os meus preferidos que são da marca Pingo Doce.
Estava com esperança que não tivesse de comprar todos os meses no Pingo Doce os meus cereais, tentando fazê-los render até à próxima viagem.
Estava com esperança que estes cereais de chocolate e laranja fossem "auh" de tão bons.
Pronto, depois do Natal lá vem na mala dois pacotes de cereais de chocolate do Pingo Doce, para em Janeiro voltar a trazer mais and so on até que haja uma marca dessa mais perto de nós.

P.S. Eu devia ter desconfiado... sempre me ensinaram que laranja e leite fazem mal...

Izzie e Alex

Esta é das minhas passagens preferidas de toda a série, até este momento, de Grey's Anatomy. Senti na pele o amor representado entre os dois e sinto no meu coração um amor ainda maior, que me faz das pessoas mais felizes da minha rua, arredores e, quem sabe, a nível planetário...

LU

Já a tinha visto algumas vezes na universidade, de passagem, no bar, nas escadas junto às salas de aulas. Pode-se dizer que nos conhecíamos "de vista".
Em 2001 ou 2002 estava eu na Terceira a dar aulas e ela fica colocada lá. Estava desesperada à procura de casa. Precisava de alguém que dividisse casa com ela. Conhecíamos "de vista" mas lá alinhei nessa aventura de dividir casa com uma rapariga uns anos mais nova, que andava para todo o lado de saltos altos e roupa da Mango, com a sua cadelinha Nisa.
Vivemos juntas um ano. Partilhámos a mesma casa. Comecei a comer saladas com ela e até me convenceu a fazer ginásio que frequentei durante um mês inteirinho. Nunca mais coloquei os pés num. Estávamos juntas todos os dias e era sempre uma diversão.
Depois vim para S. Miguel e ela foi para o Faial. Falávamos ao telemóvel, umas vezes mais, outras menos mas sempre como se continuássemos a viver juntas.
Fui ao casamento dela e discursei. Desejei-lhe um mundo de felicidade e quase o meu coração saltou do peito.
Hoje vivemos a 20 km uma da outra. Estamos juntas sempre que podemos. Falamos mil vezes ao telemóvel. Nunca me esqueço dela e sei que ela nunca se esquece de mim.
O ano passado estivemos juntas neste dia. Este ano estamos a mais de 2000km de distância. No início de Janeiro já voltaremos a estar juntas, aos abraços, às lojas, aos lanches, às lamurias da vida e às alegrias.
Hoje faz anos e fazer anos é sempre motivo de celebração, de felicidade, de pedir desejos e agradecer sonhos realizados e outros tantos por realizar.
A ela desejo um mundo... um mundo de sonhos, de balões coloridos, de gargalhadas, de amigas por perto, de saldos imperdíveis, de um amor sempre a seu lado, de uma vida plena, calma e agitada, fácil e difícil...