ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Desejo do dia #1

Uma saia de tule e ir descendo rua abaixo a cantarolar e a rodar a saia...

Multa

Dos dinheiros mais mal gastos é no pagamento de multas. Tive a minha primeira multa da vida. Socorrendo-me da advogada de família (isto de ter advogados e médicos na família é o melhor que pode haver) já tenho a minha defesa preparada.
Vamos ver se me safo de uma multa de 30 euros... uma multa mal aplicada, convenhamos! Sou uma rapariga muito cumpridora das regras de trânsito.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Sou uma inculta musicalmente...

... presa aos mesmos grupos de sempre, do tempo em que ouvia música constantemente.
Só ontem conheci esta artista que já me cativou.
 


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O melhor do meu dia #4

Faltar 10 minutos para sair e receber um telefonema da minha filha. Ouvir a voz dela dizer-me que "qué i paxiar". Gosto de chegar a casa e vê-los prontos para sair. Só mudo de carteira, às vezes de calçado e saímos porta fora. Na maioria das vezes é para ir ao híper, mas tudo o que me faça sair de casa é sempre motivo de satisfação.
Não sou uma rapariga nada caseira. Nem quando tinha a barriga cheia de agrafos e uma bebé minúscula. Para mim, colocar o lixo na rua ou dar um pulo rápido ao supermercado já era suficiente. O meu pé tinha que pisar a calçada todo o santo dia, nem que fosse por breves momentos.
Vá, talvez tenha ficado 2 dias seguidos em casa mas duvido que tenha batido o record de 3 dias.


 
 
 
 
 
 
 
 

O que divide a dona deste blog do resto da blogosfera

Enquanto que o resto das bloggers andam nos saldos para alimentar a alma e no detox para limpar o organismo, eu alimento a minha alma com doces que vêm parar às minhas mãos e muito chá verde na triste ilusão que elimino calorias, baixo glicemia e sacio a minha sede de uma peça nova no guarda-fato.
Que acabe logo essa maldita época de saldos que não é por estar mais barato que já é possível comprar...



Pior do que a morte de um filho, deve ser isto...

 
... não saber nada.

Chega-te, Primavera!


segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Desafio fotográfico

Não consigo participar naqueles que exigem 1 foto por dia. Exigiria de mim uma concentração extra que, de momento, não me apetece despender... mas já alinho no de uma foto por semana e ainda por cima quando esta foto tem de ser do nosso rebento. (Com a vossa licença mas o meu descontrolo hormonal da gravidez da Alice e nascimento apesar de ter baixado ligeiramente ainda não atingiu os valores normais).

O mês de Janeiro já está a terminar mas ainda consigo apanhar o comboio. Aqui vão as fotos em falta e depois será uma por semana:


Semana 1/52
 
 
Semana 2/52
 
 
Semana 3/52
 
 
Semana 4/52
 

Computador

Geralmente, nos fins-de-semana, apesar da vontade de aqui vir me assolar de vez em quando, mantenho-me afastada do computador. Gosto de esticar as pernas, gosto de estar com a Alice, gosto de tirar fotografias, gosto de ir à natação, gosto dos almoços de domingo na casa dos meus pais e gosto de receber convites para casas como a nossa, cheias de amor e boa disposição.
E assim se passam fins-de-semana à velocidade da luz.
É novamente segunda-feira...


sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Para vos dizer: Bom fim-de-semana!

 
Alunageorge

Derretida

Sem imaginar a loucura que deve ser na casa que lhes pertence. Quero apenas estar a olhar e derreter-me...

 

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

É só a minha opinião

Como é que uma pessoa se veste tão bem num lado (o seu blog) e tão mal no outro (o seu programa)?

 
 
 
 
 
 
Uma coisa ninguém lhe tira, a beleza e a coragem de assumir aquilo que é, sem subterfúgios para corresponder às expectativas do Outro. O que é (seja bimba, seja falar muito alto, seja rir desmesuradamente) assume-o, tendo consciência dos rótulos que vai ganhar.
Eu cá acho-a uma boa profissional, uma pessoa sincera e descomplicada. Quem me dera um mundo de Cristinas! Seria mais barulhento mas também mais animado e mais verdadeiro.
 

Ontem foi dia de sol

 
 
 
 
 
 
Eu e ela, ela e eu, um passeio pela cidade, os baloiços e o escorrega, as gaivotas e os barcos, o entardecer...
 

O tempo

Por aqui temos tido 5 dias seguidos de tempo "cocó" com 1 dia de tempo que nos faz lembrar que já faltou mais tempo para a Primavera. Depois voltam os 5 dias seguidos de mais "cocó".
Por muito pensamento positivo que uma pessoa cultive, quem precisa de fazer fotossíntese diária como eu, não aguenta isto por muito tempo sem ter vontade de subir um monte e grittttaaaaarrrrrr...

 
P.S. Comprar um calçado novo ajudava nesta privação de sol mas parece-me que nem calçado nem um raiozinho de sol nas trombas.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Family


Curar uma neura

Há dias mais cinzentos, o sol não brilha, cai uma chuva miudinha, sente-se a humidade a passar dos 90% e sentimo-nos... assim...
Chego a casa e ponho-me a brincar com a Alice, abstraio-me das condições meteorológicas que se fazem sentir na rua e concentro-me no sorriso dela. São livros, legos, serviço de chá, tudo conta e tudo faz-me bem. O banho dela de banheira e eu a ler o artigo sobre a autoestima das crianças e como é importante o nosso papel na sua construção.
Depois dá-me para fazer coisas que estavam à espera do momento certo que nunca chegava, cosi botões, cosi o resguardo do berço da Alice (aos meses que precisava de um ponto), organizei faturas da casa e separei todos os meus recibos para o IRS.
No final da noite atirei-me para o sofá e, sem grandes conversas (não gosto de falar quando não estou nos meus dias), vi 5 episódios de uma série onde é impossível não rir. Pés tocando pés, eu numa ponta, B. na outra, sem sabermos como correu o dia um do outro, sem fazermos perguntas de espécie alguma um ao outro, vimos e rimos até o sono tomar conta de nós.



 
"Uma família muito moderna" - Fox Life

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Dias assim...

So true

 
Eu tenho e chama-se Steven Seagal.
 

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Hora do banho

É sempre de banheira, sempre de brincadeira, sempre de tempo para relaxar e ficar sem pressas. Ela brinca e eu sento-me na bancada a ler artigos da minha Revista Pais & Filhos e a espreita-la pelo canto do olho...

A parte pior é apanhar os brinquedos todos quando vamos nós tomar banho.

Porque razão isto está cada vez mais longe de ser um blog de moda?

Ouço e leio da palavra Detox e a primeira coisa que me vem à cabeça é que deve ser uma aplicação informática qualquer...

Porque eu não tenho o dom da palavra...

... nem o conhecimento ou a formação adequada, tenho apenas a minha opinião de cidadã, mulher e já, mãe, deixo-vos com o depoimento abaixo, onde assino e me revejo:

 

Fim-de-semana = Mais um aniversário

Desta vez um convite inesperado. Um casal com quem tínhamos feito um curso de massagem infantil há quase um ano atrás. Cruzámo-nos na natação porque frequentamos o mesmo espaço. As perguntas de praxe, os carinhos trocados entre as nossas filhas e os sorrisos de pais babados tal como nós.
Um dia dão-nos o convite para o primeiro aniversário da filha. Fiquei surpresa. Não esperava mas fiquei muito contente. Impossível recusar... faço mesmo questão de estar presente quando sou convidada para algo porque acredito que o fazem por gosto, uma vez que a obrigação é completamente inexistente.

 
 
 
 
 
 
O que a Alice mais gostou foi de andar a correr e brincar no jardim e eu sempre de farol atrás dela.
 

Nem é preciso intuição feminina

É tão fácil chegar a casa e saber se o pai durante o dia esteve muito tempo no computador a trabalhar...

Ela arrasta tudo para junto dele...

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Coração cheio

Ando com o meu coração cheio, sinto que duplicou de tamanho para alojar todas as boas novas que me dão. Faço-as minhas levando com que o meu coração cresça ao tamanho certo de as guardar comigo em todas as horas do meu dia.
Sim, sou daquelas pessoas que vibra com a felicidade dos que me pertencem, sou daquelas pessoas que chora e ri com os feitos dos que me são próximos.
E ando assim, numa nuvem fofa e quente, de sorriso no rosto só de pensar na felicidade imensa que habita numa casa bem perto da minha.

O leite e o biberon

Desde a consulta (uma semana) que o biberon desapareceu das nossas vidas. Foi a própria Alice que o colocou no lixo numa atitude de emancipação (sem perceber muito bem as consequências).
De vez em quando ainda pergunta pelo "bi", mas logo responde ela que foi para o "ixo". Nunca mais houve pedidos de bi a meio da noite, nunca mais houve choro para dormir a beber o seu bi, nunca mais bebeu 2 bis por dia, um ao deitar, um ao acordar.
Na verdade, leite, leite, assim, goela abaixo, nunca mais... há a papa, os iogurtes e um dia em que a convenci a comer cereais da Bledina com leite e outro dia conseguiu o pai.
O pai mais descansado, crente que a papa e iogurtes são suficientes para a dose diária de cálcio. A mãe mais preocupada, alarmada por ter uma filha de 2 anos que gostava tanto de leite (bem... acho que gostava era muito do biberon) e agora não cai uma gota naquela goela.

Tentativas:
1. Leite de fórmula aquecido à temperatura que bebia no biberon, dado no copo da água;
2. Leite de fórmula aquecido à temperatura que bebia no biberon, dado numa caneca nossa;
3. Leite de fórmula aquecido à temperatura que bebia no biberon, dado no copo com palhinha;
4. Leite Mimosa de pacote, com palhinha;
5. Leite mimosa de pacote, aquecido numa caneca nossa com palhinha;
6. Leite mimosa aquecido com cereais num prato dela;
7. Leite mimosa à temperatura ambiente com cereais num prato dela;
8. Leite mimosa num copo de água dela, esquecido na gaveta;

Resultado: "Mãe, não gota!", mais resultados: "Não, não gota, mãe! Não queeeeeeé!"

Ontem, já inquieta para ressuscitar o biberon do cemitério de biberons, mandei sms à pediatra, querendo dizer-lhe: "Pode fazer o favor de vir dar leite à minha filha que, segundo os seus aconselhamentos médicos, é crescida demais para o biberon!" Mas pronto, a decisão foi minha, melhor, foi familiar e terei eu que resolver a questão. Lá expliquei o que se passava.

Ela responde-me: "Ela come papa e iogurtes. Experimente os cereais tipo estrelitas e o Nestum, até Nesquick vale, mas sem insistir e ela desiste da birra. Força."

A modos que já decidi comprar a farinha não láctea para juntar leite na feitura e vou tentar o Nestum, já que as estrelitas fazem parte das tentativas falhadas. O Nesquick ficará para o desespero de causa, uma vez que aquele mini corpinho ainda não conhece o sabor do chocolate.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

To everyone


Cloud Atlas

A propósito do post abaixo sobre as vidas que se ligam, alguém aconselhou o filme abaixo. A mim despertou-me muita curiosidade...

 

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Outras vidas

Existem outras vidas que se cruzam com as nossas vidas e nos tocam, nos transformam. Vidas de pessoas que conhecemos e outras vidas de pessoas que nunca chegámos a conhecer. Vidas parecidas com as nossas vidas, pessoas como nós, com desejos parecidos, formas de ser semelhantes. E ficamos assim, felizes ou infelizes com os acontecimentos das outras vidas como se fossem das nossas vidas.


Segredo

Diz o Segredo que se queremos muito algo temos que acreditar que já o temos e enviar essa informação para o Universo que ele se encarregará de devolver.
Pronto, a modos que já tenho aquilo que quero, agora estou só à espera que o Universo me devolva...