ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

terça-feira, 31 de maio de 2011

"É a fruta da época"

Voltei ao médico porque a gripe que me ataca há 3 semanas parece não ter fim.
O médico disse-me que estava com "a fruta da época" e que tinha de me aguentar. Receitou-me mais 2 medicamentos e perguntou-me se queria um atestado médico.
Aceitei os medicamentos mas recusei o atestado. Disse-lhe: "Eu vou-me aguentando... Não quero!" e agradeci como uma menina educada.
O antibiótico é para continuar e aliar a um anti-inflamatório e um antitússico.
Quanto à surdez, terei de consultar um otorrino, caso não melhore.

Rachel Bilson by Jeff Lipsky

Balanço das festas

Dias passados em casa, estendida no sofá, sentindo-me uma doente infeliz por não poder ir às festas... Não há maneira de me sentir melhor... raios partam esta gripe ou lá o que seja que me deixa tão em baixo. E a surdez permanece... veio para ficar...

Natalia Vodianova: Dinner At 8 - Vogue Italia by Steven Meisel, May 2008

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Roupa nova "prás" festas

Quem tiver corpo e coragem que se chegue à frente. Eu fico apenas a ver...


Candice Boucher usando um vestido de Ravin Gajah

Dá-se início às festividades

Do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

E eu tão surda, tão ranhosa, tão tapada, tão... adoentada... :(

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Por que sempre pensei que não quereria ter filho único


O meu mano mais novo passou há pouco cá em casa com um saco. Lá dentro estavam os cereais que ele julgava serem os meus preferidos do Pingo Doce (tiro ao lado), um chocolate, um pacote de chá de cidreira e um limão para fazer chá de limão. 
E isto é apenas uma coisa num milhão de coisas que ele faz por mim e é por esta experiência tão positiva que penso sempre que ter irmãos é dos melhores sentimentos do mundo.
O meu mano mais velho não tem este tipo de atenções, é de personalidade diferente e, por isso, a forma que encontrava de me defender era querer bater em toda a gente que pudesse ter falado mal de mim ou então fazer com que todos os rapazes que gostassem de mim tivessem de lutar primeiro com ele, dizendo: "Quem me vencer na luta pode namorar com a minha irmã." Acho que a maioria desistia mesmo antes de tentar. Não era um amor que resistisse a um enxerto de porrada. Foi também a pessoa que me confrontou com uma verdade que eu não conseguia ver nem ninguém me conseguia contar. Admiro muito a sua força e integridade e nisso ele ensinou-me muito.
Talvez se a minha experiência não fosse tão positiva ter apenas um filho não me fizesse confusão. Neste caso, faz... e muita... graças a Deus!

Do lado direito sou surda

A minha gripe faz-me ficar, temporariamente, surda do ouvido direito.
Já avisei as minhas estagiárias que se tiverem más notícias para me dar para falarem comigo pelo lado direito, se forem boas para se aproximarem pelo lado esquerdo. Assim, promove-se o bem-estar e felicidade de todos no estágio, tanto tutora como estagiárias. Tem corrido tudo tão bem...

Ashley Smith - Vogue Portugal by Marcin Tyszka, September 2010

Não cheguei a saber qual o "lindo" adjectivo

Ontem no sofá:
B.: "Amanhã vou contigo e vamos comprar uns ténis para ti. Aqueles que usaste hoje são tão... tão... olha, nem vou usar o termo porque vais colocar no blog."
Eu: "Oh, mas tão quê?!"
B.: "Aquilo são ténis que se usam quando se vão fazer limpezas. Compra já outros!"

Nunca na minha vida vi B. tão fervoroso para me levar às compras. Fiquei de queixo caído. Quanto aos ténis, coloco uma foto um dia destes. Não preciso de dizer que tenho um namorado completamente out em termos de moda, pois não?!

Gwen Stefani by Lorenzo Agius

Novo vício televisivo

Sic Radical, à noitinha. (Como gravo nunca sei os horários)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Um súbtil medo

Estes dias que estive doente, esticada no sofá, ora dormindo ora correndo todos os programas da Meo, conduziu a um excessivo visionamento de tudo o que não exigia grande esforço mental. Entre vários programas, lá foram uns episódios de "Say yes to the dress", um programa sobre noivas que vão a uma loja específica à procura do seu vestido de sonho.
Apesar de nunca ter sonhado com um vestido de noiva (no sentido mais tradicional), nem como uma cerimónia matrimonial gosto de ver as escolhas dos outros, gosto de saber o que é para elas um vestido de sonho, gosto de ver mil e um vestidos nesses programa, uns lindos outros nem perto.
Numa dessas vezes B, vira-se para mim, e pergunta (sentindo nas suas palavras o receio da resposta):
B.: "Ultimamente andas a ver muito esse programa de noivas... por quê?"
Eu: "Por que gosto de ver vestidos de noiva."
A conversa ficou por ali mas acho que quase o ouvi engolir a seco...

Regresso lento à normalidade

Sob o efeito de antibióticos, regresso sob passos lentos e incertos à normalidade.

P.S. No trabalho todos se assustaram um pouco com o meu tom pálido... coloquei base mas agora vejo que o blush tinha-me dado um ar mais saudável...

Christina Hendricks

segunda-feira, 23 de maio de 2011

1 minuto

para vir informar que a dona deste blog encontra-se com uma valente gripe que parece não ter fim à vista... Prometo voltar mas sem data certa...

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Em atraso

Esta quarta-feira, a minha princesa Clara fez um ano de vida, linda e maravilhosa como só ela e a sua mãe.
Foi um dia feliz, rodeada de tios e tias babosos, cheia de ofertas e a sua mãe orgulhosa de uma menina já tão grande.
A vida reserva-nos tantas coisas boas e algumas más para que aprendemos a crescer e a tornarmo-nos em pessoas melhores. Eu gosto desta vida, de uma vida rodeada de pessoas de olhares meigos e sinceros, de uma vida de sonoras gargalhadas, de lágrimas que nos regam o coração e de dias que passam por nós sem darmos conta da imensidão da nossa felicidade.
Eu sou mais feliz desde que a Clara nasceu e desde que a SJ foi mãe. A elas retribuo com a minha amizade.

Bolo feito pela querida Clouds of Chocolate.


quinta-feira, 19 de maio de 2011

Necessidade extrema

... de dias de sol... há meses que não faço fotossíntese... e isso debilita o meu organismo.
É por isso que o meu amor diz que sou uma flor. Bem, na realidade não é por isso, é apenas para justificar o facto de me acordar aos fins-de-semana de borrifador de água nas mãos.

Acredito piamente...

...e por experiência própria...  Dá-me forças em todas as coisas más que me acontecem.

Ontem ouvi...

"Há sempre um chinelo velho para um pé feio" ou vice versa... não me lembro bem. Mas achei a frase um pouco triste...

Kristen Stewart photographed by Matthias Vriens-McGrath for Elle UK, July 2010

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Rim poliquístico

Uma ida ao hospital umas semanas atrás, cheia de dores insuportáveis, levou ao médico afirmar (após ecografia a vários órgãos) que tinha um rim poliquístico. Não gostei do nome, não gostei mesmo, soou-me a grave, um bocado grave.
Aconselhou-me a consultar um especialista (urologista). Eu que sou pouco dada a médicos (a não ser que sejam dentistas) não conhecia nenhum. Fala-se aqui e ali e descobre-se logo um nome.
75 euros depois num especialista diz-me que não deve ser nada disso, que um rim poliquístico está coberto de quistos e inchado. O melhor seria fazer uma outra ecografia.
65 euros depois de uma ecografia nada aparece, nem pedras, nem areias, nem quistos, apenas uma inflamação no rim esquerdo.
Volto ao especialista para mostrar a ecografia e diz-me que o mais provável é nem ter uma inflamação e ser apenas o formato do meu rim. E para não me preocupar e beber muita água.

Claro que fiquei contente mas a pensar: "Caramba, 140€ e nada, nadinha! Devia ter direito a devolução do dinheiro. Andam a gozar comigo?!"
Mas a crise chega a todos, até aos médicos. Eles vêm uma borbulha na ponta do nariz e toca a fazer uma série de exames não vá ser um quisto disfarçado de borbulha. São mais uns euros que entram e, desta forma, ninguém os acusará de negiglência médica, no máximo, excesso de zelo.
Puff... anda uma pessoa a poupar para isto! Ah e para saber que o meu rim direito é maior que o esquerdo, mas que é perfeitamente normal.


Naomi Watts - W by Michael Thompson, March 2004

Por aqui...

... quando não se trabalha, dorme-se o máximo que se pode... ando nisto até virem dias quentes de sol.

Tang Wei during the portrait session for Wu Xia at the Cannes Film Festival

terça-feira, 17 de maio de 2011

So true

Por que não há ninguém que a dada altura da vida não tenha sentido: "shame on me"


Post agendado

Já tenho um post agendado há dias... fico sem saber quando será a altura certa (se isso existirá) de o publicar...

Kristen Wiig - Interview by Steven Pan

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Frases que nos levam às lágrimas

"Solidão para mim é ter uma mãe que me abandonou 3 vezes."
(Estando neste momento a viver na Santa Casa da Misericóridia com o sonho de ser adoptada)
Marlisa, 18 anos
In Repórter TVI, "Solidão", 16.05.2011

Gravata

Não aconselhada a pessoas com tendências suicídas...

clicar na imagem

Mudança estação fria/estação quente

Ainda não fiz as necessárias alterações no meu closet, ou seja, remoção de roupa quente e invernosa para substituição por roupa fresca e primaveril.
Tal facto não se deve à falta de tempo mas sim à necessidade que ainda não apareceu... e muitas vezes venho trabalhar e ainda sinto frio com as escolhas que fiz para o dia.
Não sei se é geral mas para minha a minha pessoa ainda não apareceu sequer uma Primavera que se veja, quanto mais um Verão.
Isto é motivo para deitar abaixo a mais alegre alma. E não vejo melhorias a curto prazo...
Tal mudança ainda não se fez também por ser uma rapariga algo acalorada e a minha roupa é quase a mesma durante o ano todo com excepção dos casacos mais quentes, uma ou outra peça de lã e no verão uns tecidos mais leves e coloridos. De resto, roda tudo o ano inteiro...

Fumar

Morreu ontem um familiar de uma pessoa minha conhecida. Morreu de cancro do pulmão.
Vício desgraçado que destrói não só a vida de quem o tem como a vida de todos aqueles que o rodeiam.
E não venham com histórias ou frases como "Conheço uma pessoa que nunca fumou na vida e que morreu de cancro do pulmão" ou melhor "Não é mesmo para morrer, mais vale ir gozando até lá".
Raios partam esse vício que me tira do sério quando são pessoas que adoro e que gostaria de as ter até ao fim dos meus dias. Raios partam essa falta de vontade de deixar de fumar. Raios partam os maleficios do tabaco e o preço demasiado baixo de um maço de tabaco para o preço demasiado elevado que os fumadores pagarão no final.
Na verdade, estas questões já me incomodaram mais, já me incomodaram diariamente. Agora, apenas quando vejo o sofrimento deles que ficam, por alguém que partiu devido aos conhecidos efeitos do tabaco.
Na verdade, já fui bem chatinha, quando era nova e a minha prima e o Piri começaram a fumar às minhas escondidas porque eu era demasiado "certinha". Quando finalmente descobri, aborrecia-me com eles, parecia que o meu coração desfazia-se ao vê-los praticar algo que os poderia causar tanto e tantos problemas de saúde.
Hoje em dia não digo nada. De vez em quando lá sai: "Quando é que largas esse vício?" mas a conversa não se adianta muito porque quem fuma não gosta de ouvir falar de cancros e mortes. Acho que lhes tira a pica do cigarro e lá terão de fumar outro quando a conversa toma outros contornos mais alegres.
Talvez fale sem conhecimento de causa. Talvez seja fácil falar porque nunca na vida tive nenhum vício. Talvez não consiga compreender todos aqueles que se agarram a um cigarro como algo de tão extraordinário que vale os riscos todos.
Não compreendo, realmente não compreendo que a força de vontade de alguém não consiga superar um vício, seja ele qual for, mesmo que para isso seja necessária ajuda médica. Compreendo sim que quem não deixa de fumar não é por não conseguir é por não querer. Dizem que querem mas, no fundo, não querem.
Mas isto sou eu, sou eu que nunca tive vícios a falar...

domingo, 15 de maio de 2011

Nos últimos tempos

Sinto que vivo transformações invisíveis que balançam a minha estrutura e que me colocam à prova. Acho que consigo aguentar todos os efeitos mas existem dias em que a capacidade de resistência parece inexistente.

Natalie Portman for Dior Parfum by Alexei Lubomirski

Fase introspectiva

Atravesso uma fase mais introspectiva, solitária e de muito sossego. Tenho andado muito cansada e o meu único desejo ao final de um dia de trabalho é disfrutar do silêncio da minha casa.
Sei que é uma fase e que nesta fase não são excluídos convites para lanchar, almoços de família ao domingo, pequeno-almoço fora com B. aos sábados.
A vontade de escrever é menor e a inspiração encontra-se em queda...

Kate Winslet by Lorenzo Agius

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Já existe...

Título e endereço ainda por divulgar...

Novo projecto

Ontem, enquanto conduzia (às vezes vale a pena fazer o enquadramento espacial, outras vezes nem por isso, como desta vez) do trabalho para casa, tomei uma decisão:
Fazer um novo blog, numa temática muito específica, muito pessoal e comum à maioria das mulheres. Servirá de diário de algo que pretendo se perdure no tempo.
Tenho receio de não conseguir estar com a mesma dedicação e carinho nos dois espaços, receio que confunda ambos, receio que um caia em detrimento do outro. No entanto, permanece a vontade de tentar.
A seu tempo divulgarei o endereço neste meu espaço...

Extreme Makeover

E já os fãs portugueses perceberam que a Sic Mulher não passará a 10º temporada do Biggest Loser na esperança (ou melhor, utopia) vã que fiquemos todos agarrados ao Peso Pesado.
Mas como é possível ficar apaixonada por um grupo de preguiçosos, queixosos e teatrais personagens que mal emagrecem, mal se mexem e falam mais do que tudo o resto. Não é possível... e bem que tento mas eu e eles... ainda não houve o click.
Em vez da nova temporada do Biggest Loser, a Sic Mulher decidiu colocar no ar a conhecida série Extreme Makeover. Já era fã da época do People & arts e continuo apaixonada.
Choro 10 vezes mais do que a ver o Biggest Loser, fico com o coração em mil pedacinhos que se juntam no final do programa.

O meu amor...

Passou no meu trabalho perto da hora de almoço e deixou-me um saco cheio de cerejas acabadas de comprar no mercado. Para mim, melhor que o mais belo ramo de rosas...

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Ausência

Devido a estado físico algo debilitado... acho que trouxe na bagagem sintomas de gripe da bela ilha da Terceira.
O dia de ontem foi passado em repouso total, hoje tive que regressar ao trabalho sem vontade nenhuma. O dever obriga e não gosto nada de gastar dias de férias para estar em casa doente.

Kristen Stewart photographed by Matthias Vriens-McGrath for Elle UK, July 2010

terça-feira, 10 de maio de 2011

Look Book#33


Recortes do fim-de-semana




Filha da minha amiga Beta

Filha da minha prima ex-grávida

To SJ

e para a maioria de nós...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Um desejo

Tenho um desejo secreto (era secreto) de um dia ser muito conhecida na blogosfera micaelense (a minha ilha ainda é grande) e receber patrocínios de lojas de roupa e sapatos para postar aqui fotografias com as ditas roupas, como se eu fosse um condutor de tendências. Que bom seria nesta conjuntura de recessão económica.
De momento o único patrocínio que tenho vem de longe, muito longe, mais precisamente de um outro continente e cá chegou há largos anos em barricas da América.
Acho que é o mais longe que consigo ir...

Quase de volta

Já me encontro no aeroporto das Lajes à espera do avião que me levará de regresso a casa. O dia foi de chuva intensa, frio e nevoeiro. Tenho os pés gelados e não vim preparada para este dia de inverno.
Não fiz metade das coisas que esperava, não tirei as fotografias que queria nem consegui passear tanto como desejava.
Contudo, não me posso esquecer do objectivo principal desta viagem: trabalho - e isso foi realizado, apesar de estendido no tempo em mais horas do que julgava...

sábado, 7 de maio de 2011

Boarding

Daqui a pouco rumo à ilha Terceira e mato saudades do lugar onde vivi quase 4 anos e das pessoas que lá estão.
Na segunda-feira espera-me um dia de trabalho intenso antes de regressar à minha ilha, à minha casa e aos braços do meu amor.

Cate Blanchett

sexta-feira, 6 de maio de 2011

To Lu

Esta noite sonhei contigo... ias ficar tão feliz com o meu sonho! Acho que é uma premonição...

Beta

Eu tenho uma amiga que vive longe de mim. Já vivemos perto uma da outra, na ilha onde ela nasceu. Depois vivemos perto uma da outra, na ilha onde eu nasci.
Neste momento, cada uma está na sua ilha, estamos longe, falamos pouco, mas quando pegamos no telemóvel a sensação que temos é que estamos a continuar uma conversa que tivemos ontem.
Ela é uma pessoa tão engraçada e bem disposta. Falamos horas a fio, sem segundos de silêncio, sempre em sonoras gargalhadas, sem o tempo passar por nós...
Amanhã vou estar com ela...

Fim-de-semana

Será noutra ilha, rever pessoas de coração e estar com a minha prima (ex-grávida) adorada e sua filhota.

Look Book#32


Saia feita pela minha mãe para ela há muitos anos atrás. Para mim apenas levantou um pouco a bainha.
Eu acho que o meu amor adorou pois apenas disse: "Saia brega".

O Dicionário de Língua Portuguesa diz:
brega (é)

(origem obscura)
adj. 2 gén. s. 2 gén.adj. 2 gén. s. 2 gén.
1. Bras. Que ou o que não tem maneiras refinadas.
adj. 2 gén.adj. 2 gén.
2. Bras. Que se considera ser de mau gosto ou não ter refinamento.
3. De qualidade inferior. = reles

Logo de manhã

Chego e recebo o recado que uma colega quer falar comigo. Pensei que fosse algum pedido de ajuda mas afinal...

Era uma oferta. Disse a minha colega que achou que eu ia gostar porque ando sempre com pulseiras e lhe tinham oferecido esta que ela nunca tinha usado nem ia usar.
Gostei da pulseira mas ainda mais do gesto de carinho.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Coisa mais linda...

A Anita Catita tem umas mãos de fada e faz coisas absolutamente maravilhosas. Para mim podia ser uma destas: