ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Privação de sono

A Alice está a caminho dos 3 anos e continua a fazer a sua sesta da tarde, variando entre as 2h e as 4h máximo. Todos os dias é o mesmo ritual, logo a seguir ao seu almoço.
Por razões várias (almoço com amigos de longa data, encontro com outros que tinham crianças e gatos) a Alice não fez a sesta. Todos diziam: "Ah, logo até dorme mais cedo e melhor!" Ela estava elétrica de tanta animação.
Chegou a noite e tentei prepará-la mais cedo. Às 20h a brincar na banheira, depois o jantar, um episódio do Ruca e depois uma noite descansada. Sim, sim... seria perfeito, não?!
Pois não dormir da tarde fez com que ela ficasse possuída por um espírito qualquer que quase me fez arrancar todos os cabelos da cabeça (não fosse eu saber que eles irão cair na mesma no pós-parto e acho que os tinha arrancado). Só lhe faltou rodar a cabeça a 360º e vomitar em todas as direções para pensar que estava no filme do Exorcista.
Ela gritava por tudo e por nada. Ela chorava. Ela berrava. Ela queria o Panda. Depois chorava que era a Popota. Depois gritava que queria ir para a rua brincar. Depois já era o escorrega. Depois bateu as 22h e ainda andávamos neste vira e toca o mesmo. No meio do choro dizia: "Eu não consigo dormir...", "Eu não quero dormir..." Já passava das 23h quando finalmente rendeu-se ao sono que a atormentava.
Estava completamente desorientada e eu, numa paciência redobrada, tentava não enervá-la mais pois sabia que a culpa era minha. Tinha sido eu que a tinha levado ao limite, que, nos meus compromissos de adultos, não a tinha colocado a fazer a sesta.
Sim... na minha filha (não significa que todas as crianças sejam iguais) dormir pouco leva-a à loucura. Saltar sestas coloca-a não com menos energia mas sim com uma eletricidade maluca e desorientação para toda a família.

P.S. Muito a propósito, um estudo recente nos E.U.A. aponta que mais de 70% dos casos americanos de crianças diagnosticadas com hiperactividade apenas sofriam de privação de sono, ou seja, não dormiam as horas suficiente para a idade que tinham.
Eu bem vi ontem um vislumbre de uma criança hiperativa...

2 comentários:

A Pimenta* disse...

A Pimentinha ainda é muito novinha mas eu noto que quando ela não dorme bem durante a tarde, à noite é um sufoco! Ainda este sábado estava perdida de sono e é precisamente quando demora mais a adormecer e tal se torna bem mais difícil!

CS disse...

Nas crianças o sono gera sono. Quanto mais dormem, mais querem dormir. O inverso é o inferno ;)