ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

sábado, 2 de junho de 2012

A pressa das pessoas

A pressa das pessoa pode ser em diferentes vertentes ou áreas mas vou apenas falar na pressa das pessoas em introduzir alimentos nos bebés.
Na sexta a minha princesa foi ter comigo ao trabalho porque o pai tinha compromissos profissionais que o ocupariam toda a tarde. Apareceu lá na hora de almoço, momento propício para que alguém tentasse introduzir na sua doce boca um pedaço de frango do churrasco e na mão um pedaço de pão.
Não imaginam o esforço que tive de fazer para que não lhe colocassem nada na boca e ainda fui gozada com:
"Ai, que mãe é esta?! Como é que vai ser quando esta rapariga cair?" Também não percebi a relação de uma coisa com a outra mas pronto... adiante que veio mais: "Pensas que essa rapariga vai ficar só à mama toda a vida!", "É só para lhe tomar o gosto!", "O pão faz-lhe bem."
Escusado será dizer que passei por mãe picuinhas, ignorante e demasiado preocupada.
Ao comer ao lanche com uma colega do curso de ginástica que tem uma princesa apenas 1 mês mais velha que a minha, contou-me que lhe aconteceu algo semelhante. Numa festa, ainda a filha dela nem tinha começado nas papas, conseguiu, por um triz, que uma pessoa não lhe introduzisse na boca um pedaço de creme de bolo que tinha retirado com o seu próprio dedo.
Mas mais incrível que estas situações são as pessoas (muitas vezes nem é família) ficam espantadas quando as mães recusam estas valiosas oferendas de alimentos aos seus filhos.
É uma pressa tal em fazer com que comecem a comer tudo aquilo que os adultos comem e, muitas vezes, coisas que nem deviam comer tão frequentemente como é o caso de doces, salgados e aperitivos. Acho que este é o trio valioso e tão apetecido, não pelos bebés e crianças, mas sim pelos adultos que rapidamente fazem as crianças descobrir o que o seu palato anda a perder...
Por enquanto, a minha filha conhece o gosto do leite materno, da primeira papa Nutriben e da banana. Daqui a uma semana começa nas sopas, maçã e pêra. Acho que vamos adiar por uns tempos o frango do churrasco...


8 comentários:

Kiduxa disse...

É preciso muita paciência para aturar esse tipo de gente!

Flutuações da mente disse...

Mantém-te firme!

CS disse...

Tudo o que é porcaria é só para a mãe :)

soltaspalavras disse...

A verdade é que muitas pessoas não têm noção, insistem em dar porcarias e ainda ficam chateadas e ofendidas quando dizemos para não o fazer. A mim já me aconteceram algumas vezes e uma delas tive de mostrar cara feia senão continuava a dar porcarias. Enfim haja paciência.

Anónimo disse...

Boa tarde,

Leio o seu blogue com frequência e o post de hoje achei-o muito pertinente.

Ainda não sou mãe mas tenho opinião sobre diversos assuntos referentes a bébés/crianças.

Concordo plenamente com o seu ponto de vista e acho que faz muito bem em não deixar que terceiros interfiram na alimentação da sua bébé.

Não é uma mãe picuínhas, é sim uma mãe atenta e preocupada.

Acho incrível e chocante haverem pais que levam bébés de colo ao Mc donalds, por exemplo, e dão-lhes para as mãozinhas aquelas batatas fritas cheias de óleo e sal!! Como este exemplo há tantos outros chocantes.

Depois queixam-se que os seus filhos são obesos ou diabéticos.

Continuação do seu blogue e muitas felicidades.

Sónia Barreto

CS disse...

Sónia, obrigada pelo comentário. São os pais os únicos responsáveis pela alimentação e pelas escolhas dos filhos até bastante tarde. :) Espero ter sempre lucidez neste campo :)

Mãe de gémeos disse...

Concordo plenamenente, há pessoas capazes de tudo, tive um estúpido (estúpido é favor) tio do meu marido que tentou dar piri-piri aos meus,tinham eles 18 meses, escusado será dizer que nem posso com ele.

Mammi Cris ♥ disse...

gente parva... não sabem como alimentar um bebé!