ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Biberões durante a noite

Mãe pela segunda vez, num espaço de tempo não muito longo. Uma maternidade mais serena, menos ansiosa ou com muitas dúvidas sobre o que será melhor ou não para o nosso bebé. Supostamente um instinto maternal mais certeiro e menos hesitante.
Sem me lembrar de como foi com a Alice por volta dos 15 meses, deparo-me com o dilema dos biberões noturnos.
Na consulta dos 12 meses já a pediatra avisou que o António já devia passar a noite sem beber leite. Realçando os inconvenientes: cáries no dentes (açúcar no leite), encher a barriga de noite fazendo-o ter menos fome de dia e levando a que seja mais esquisito com a comida.
Sim, reconhecia tudo mas achava cedo. Ele acordava durante a noite, gemia e contorcia e ao fim de um biberão readormecia sereno. Fazia o que achava ser melhor e pensava ser cedo para cortar no leite noturno.
Voltou à consulta dos 15 meses e voltou o mesmo discurso. Eu ouvi, retive e em mim instalou-se a dúvida se estaria a chegar a altura... No centro de saúde, as enfermeiras vinham com a mesma conversa, todos de um lado da barricada e eu do outro agarrada a dois biberões de leite por noite para que ele dormisse melhor, sem queixume e sem acordar a irmã e não ter dois a pé durante a noite.
Este fim-de-semana, a tosse do António constante, o choro noturno e o despertar da irmã com tanto barulho fez-me arrastar o berço para o meu quarto pela primeira vez desde que partilha o quarto com a irmã.
Já que estava no meu quarto, encostado à minha cama pensei fazer o teste de tirar o biberão a ver o que acontecia.
Foi para a cama depois de sopa, fruta e banho e dormiu de seguida desde as 19h20 até às 23h. Nessa altura costuma dar os primeiros sinais. Vira e revira no berço e acalma depois de 210ml de leite adaptado mesmo sem sair do berço (sei que não é nada aconselhável que o bebé beba deitado porque pode entrar leite no canal de acesso ao ouvido). Ontem, pelas 23h quando deu sinal não preparei o leite como de costume. Ele virou, levantou-se, deitou-se, meti chucha e aconcheguei-lhe não sei quantas vezes. Ele nunca chorou (como estava à espera) mas ficou nisso cerca de 1h30m. Nem eu nem ele dormimos. Adormecemos pela meia-noite e meia. Por volta das 3h da manhã (no intervalo foi a irmã que chamou para ir à casa de banho) acorda, tosse um bocado e chora para sair do berço, ao colo chora para sair do quarto. Estica o braço para a porta. Embalo e ele insiste no choro. Tivemos nisso uns 20 minutos. Ele acalma e eu coloco-o no berço. Em todos os momentos penso em dar-lhe um biberão de leite. Em todos os momentos penso se será leite que quer ou outra coisa qualquer, se é a tosse ou o sono. São quase 4h e penso: "Já agora vamos até ao fim" Ele já dorme, sereno e eu deito a cabeça na almofada a pensar se serão 1 ou 2 horas de sono seguidas.
Ainda me levantei mais 1 ou 2 vezes para colocar a chucha e ajeitar o édredon. Adormeço e volto a acordar com o som dele a virar no berço. Olho o relógio com a sensação de que passaram 10 ou 15 minutos no máximo mas são 7h55m.
Levanto-me e ele continua a dormir. Foi a primeira noite sem leite. Não sei o que fazer esta noite. Sei que o tenho que ter no meu quarto se a próximas noites forem sem leite. A pediatra diz que é uma semana de adaptação e depois uma vida descansada. Quero acreditar mas não acredito.
Parte de mim acha que o leite que ele bebe de noite não é necessário, que lhe pode dar cáries, que lhe enche a fralda de tal modo que de manhã está sempre com o xixi no pijama, que lhe enche demasiado. A outra parte acha que o leite é calmante, que talvez haja um buraquinho de fome, que falta um consolo noturno.
Estou dividida, preocupada e indecisa...

6 comentários:

Rabiscos de Amor disse...

Infelizmente em relação ao leite, não tenho experiência para poder ajudar! O G não bebe leite durante a noite há muitos meses... e muito, muito raramente tem noites descansadas! Só começou a dormir melhor (acordar 2/3 vezes!) por noite, pouco depois os 18 meses. Tem 20! Tenho amigas que deram até aos 2 anos, leite durante a noite.. O seu coração de mãe não se vai enganar de certeza! Beijinhos

Purpurina disse...

Acho que cada mãe deve fazer o que sente ser melhor para o seu filho. Claro que existem assuntos em que é o pediatra que tem que ter a palavra final mas, nesse caso, cabe à mãe decidir.
Com a minha segunda filha penso seguir muito mais o instinto e muito menos os conselhos dos outros, principalmente no que diz respeito à amamentação, alimentação em geral e sonos.

Anauel disse...

Ai... este tema diz-me tanto. O meu filho com 13 meses ainda toma 1 biberão durante a noite (às vezes 2) e nem falámos disso ao pediatra porque já sabemos a opinião dele :-)
O problema é que o meu pequenote, só mesmo com o biberão na boca é que se cala (é que ele não choraminga, ele berra), e preferimos dar-lhe o biberão e ele voltar a dormir do que ninguém dormir (inclusive a irmã). Aliás ela tomou um biberão de leite durante a noite até aos 2 anos e meio.
A agravante no caso dele é que não tem noites muito tranquilas, parte da noite acaba invariavelmente na nossa cama para que todos possamos descansar :-)
Mas no 2º já deixei de stressar com os "parâmetros normais" e passamos a fazer aquilo que achamos melhor para o bem estar de todos

Anónimo disse...

No segundo filho não tive dúvidas, tirei o biberon da noite aos 6/7 meses e foi o melhor que fiz, só acordou na primeira noite e dorme toda a noite desde então ( tem 3 anos e meio e está no percentil 85). Tens de ser firme, a primeira noite é a pior, ou então escolhe ínfima de semana ou férias para poderes passar algumas noites sem dormir ;). Boa sorte

CS disse...

Obrigada pelas vossas partilhas. Estamos na segunda noite sem biberão. Já não volto atrás para não o confundir. Esta noite mal chorou mas ainda está muito agitado. Não sei se será o leite se a tosse que lhe ataca à noite. Sei que não é falta de alimento, talvez o consolo do leite morno. Tenho que passar a dar de dia porque só bebia biberão à noite e a dormir. Acordado recusa. Vamos ver como corre a terceira noite... obrigada pelos conselhos

Rabiscos de Amor disse...

Antes de tirar o leite durante a noite, também lhe dava um biberão a meia noite, com ele a dormir :) com medo que tivesse fome! Quando deixei de dar pensava que se fosse mesmo fome ele não se calaria :) :) vai correr bem! É uma mãe muito forte e que só faz o melhor por eles :)