ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Os jacarés da nossa vida

Quando passamos de simples e comuns mortais e nos tornamos pais algo de poderoso acontece. No mesmo minuto que nos apresentam aquele ser que foi feito por nós e saiu de dentro das nossas entranhas um novo medo fará parte das nossas vidas. Esse medo é maior do que qualquer outro medo que tínhamos, maior do que o medo de perder a nossa própria vida e maior do que o medo de termos a mais cruel e dolorosa morte. Esse medo paralisa-nos, deixa-nos quase sem ar só de pensarmos nele. Esse medo, por segundos, pára-nos o coração e o cérebro dispara em mil suposições. Esse medo custa-nos a verbalizar, custa-nos a materializar em palavras que não deviam existir na boca de um pai.
E a vida entrega-nos o nosso maior bem sem sabermos se alguma vez o iremos perder. E a vida diz-nos: Protege-o, cuida e guarda-o como o teu maior bem. E nós, pais, vivemos em alegrias e tristezas do dia-a-dia, imaginando-lhe uma vida, um futuro, uma família. Em pano de fundo, o medo está lá. Às vezes é tão pequeno que nem nos apercebemos, outras vezes é tão grande, tão grande que nos engasgamos, arrepiamos e choramos uma dor que pode não ser nossa, mas é a dor de outro alguém que é pai... e por momentos, uma voz que pergunta: e se fosse o nosso? E o vislumbre da dor sufoca-nos e mesmo sem irmos à missa dá-nos vontade de rezar e pedir, pedir por nós, pelos nossos e por todos os pais e todos os filhos desses pais.
E temos uma vida inteira para viver e um medo tremendo que irá viver connosco. E não se enganem, pais, todos temos jacarés. Às vezes eles ficam no meio do lago a observar os nossos filhos e nós achando-os em segurança sorrimos, outras vezes eles poderão sair do lago e tornar real o nosso maior medo.



Sem comentários: