ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

domingo, 28 de agosto de 2016

Os brinquedos e os preconceitos

Numa loja um casal com dois filhos deambulavam pelos corredores. O mais novo, por volta dos 2 anos encontrou um carrinho e um bebé. Pegou nele e passeava todo satisfeito e feliz. O mais velho, uns 7 anos, avisou a mãe. Ela olhou e gritou: "Larga esse carrinho! És alguma menina?"

Cá em casa 60% dos brinquedos são herança dos primos e primas, 30% ofertas e 10% escolha minha.
É claro que até eles expressarem vontade, os brinquedos são mais os desejos dos pais do que dos filhos. Confesso que comprei à Alice o que mais gostava: puzzles, legos, livros e plasticina. Influenciei os seus gostos pelos meus.
Com o António foi mais fácil pois já existiam os brinquedos da irmã que foram e vão passando para ele. Acho que nunca lhe comprei nenhum brinquedo.
Em casa há tudo e ele tanto pega numa boneca como num carro. A sua preferência vai para uns copos de empinhar do ikea que eram da irmã.
Agora a Alice já expressa a sua vontade, tem preferência e já pede. Atravessa uma fase de bonecas e casa de bonecas a par da plasticina.
Isto para dizer que o preconceito começa no berço. Infelizmente há quem se assuste do filho brincar com bonecas ou panelas, não tanto como de uma menina a brincar com carros.
Eu tento não passar essa mensagem de bonecas para meninas e carros para meninos. Quero que façam as suas escolhas, que brinquem sem preconceitos de género e que saibam criar um mundo de fantasia e alegria.







O outro dia pediu para vestir o vestido de princesa da irmã. Ele está na fase que quer o que a irmã tem. E eu permito-lhe estas vontades tão inocentes e livres.







13 comentários:

ML disse...

Por cá também não temos brinquedos por género. Temos brinquedos e pronto. Claro que são dois rapazes e essa partilha de bonecas e carros não é tão propícia, mas já veio cá parar a casa um trem de cozinha de brincar porque o mais velho pediu e um nenuco meu que encontrou em casa dos avós. E sem stress. Há que brincar com tudo.

CS disse...

Pena que sejam os pais os primeiros a rotular... ;)

CS disse...

Pena que sejam os pais os primeiros a rotular... ;)

Purpurina disse...

A minha filha mais velha prefere brincar com bolas e carros do que com bonecas. Confesso que tenho alguma pena porque eu própria gosto de brincar com bonecas e comprei-lhe várias.
Mas, a partir do momento em que percebi que ela gostava é de carros, passei a comprar-lhe carros e a pedir que lhe oferecessem carros ou livros (que também adora).
Não faz qualquer sentido que exista diferença entre brinquedos para menino e menina, brinquedos são brinquedos e, mais tarde, os meninos também serão pais e as meninas também conduzem carros. Mas, na sociedade machista em que ainda vivemos, ainda é preciso passar muito tempo para que isso seja compreendido.

Um Mundo a Três disse...

O meu filho também já me pediu para se vestir de princesa como a mãe e pede-me para por batom. Não vejo mal nenhum nisso.

Dina disse...

Não consigo mesmo perceber esses preconceitos. Tenho amigos que proíbem mesmo os rapazes brincarem com "coisas de meninas". Os brinquedos do simão são comprados a 99% por nós. Ele teve uma fase que adorava panelas e carrinhos de supermercado. Eu comprei sem qualquer problemas. Quis uma boneca, dei-lhe uma minha antiga. Quando era mais pequeno adorava que lhe pintasse uma unha igual às minhas. E eu pintava. Tudo faz parte do processo de crescimento e se há coisa que não posso ouvir é "estás a criar uma bicha" porque eu torno-me uma fera :)

A Pimenta* disse...

Infelizmente há muita coisa que começa em casa e o preconceito é uma dessas situações. A minha filha só tem primos rapazes, o que significa que quando vai à avó o que não falta por lá é carrinhos e pistas e etc. Ela adora brincar com carrinhos e não vejo mal algum nisso. às vezes até acho que gosta mais de alguns brinquedos que o primo tem do que alguns dela. Faz parte. Pena alguns adultos não entenderem isso.

Anónimo disse...

Ca em casa o pai trouxe para a princesa uma retroescavadora e um camião de betão (que encontrou esquecidos no trabalho). Ela adorou e gosta de os levar para o parque... mas ja houve uma sra que lhe perguntou que brinquedos eram aqueles, que aquilo era para os meninos!!! Isto com um tom como se ela devesse ter vergonha de brincar com eles!

CS disse...

Às vezes espanta-me tanto algumas cabeças pensadoras!!!! Enfim... mentes muito pequenas.

CS disse...

Pimenta, os adultos vivem com tantos medos! ;)

CS disse...

Dina, o Simão deve-se divertir muito ;)

CS disse...

Purpurina, só agora, com 4 anos, a Alice começou a gostar de bonecas.

CS disse...

Um mundo a três, usar batom dá castigo severo em algumas famílias; )