ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quarta-feira, 26 de março de 2014

Minimiza

Há quem diga que tudo aquilo que temos em casa carregamos aos ombros para todo o lado que vamos. Ficamos mais pesados e cansados da tralha que acumulamos. Construímos e vivemos vidas pesadas, agarradas a objetos e roupas que não precisamos para sermos felizes. Na verdade, casas carregadas de coisas atrasa-nos, agarra-nos e torna-nos mais infelizes.

Quem tem coragem de alinhar? A mim assusta-me um pouco o número 5 e o fato de ser todos, todos os dias durante um mês. Já vi outro desafio que era 1 coisa todos os dias durante um ano. O tempo torna-se mais longo mas temos apenas que arranjar uma coisa. Isto de serem 5, assusta (assusta-me).
Aqui não vale dizer tentar, temos que dizer fazer!
H.P., isto para ti é um peace of cake?! :)



Eu sei que o Minimiza aconteceu no mês passado. Mas, de alguma forma, este Desliga-te tem tanto a ver com o Minimiza que hoje quero partilhar uma dica que li num livro que peguei na Fnac – não tenho o nome aqui mas prometo que partilho contigo e que te falei num post anterior.

Dizia ele: livra-te de 5 coisas todos os dias.

Quem quer entrar neste desafio? Durante um mês, a contar de hoje [já!!] , vamos fazer isto todos os dias. Eu disse fazer, não disse ‘tentar fazer!’

Dar, vender ou simplesmente deitar fora.

Tenho a certeza que me sentirei muito melhor… enfim, já me sinto porque já comecei!


Do que precisas? De te lembrares disto todos os dias. Eu coloquei um lembrete no meu telemóvel. E vou pedir 3 caixas que colocarei em lugar estratégico com uma etiqueta a dizer:


Dar

Vender

Pensar


Há uma terceira caixa que é o caixote do lixo!

Tudo aqui: http://desafiofazeracontecer.blogspot.pt/2014/03/5-coisas-menos.html

3 comentários:

A Pimenta* disse...

Eu concordo com a máxima de que casas mais simples fazem com que as pessoas que lá vivem encarem as coisas da melhor forma. Casas muito atoladas são confusas, mas neste momento não me imagino a abdicar de cinco coisas.... não seria fácil!

Anónimo disse...

Amiga
E das melhores coisas que se pode fazer. Sempre fui organizada e poupada o que leva a ficar com toneladas de coisas em casa. Em 1ano e meio já destralhei quase tudo. Tenho ate dezembro para terminar. E posso dizer que fiquei com tudo o que necessito.
Acho saudável e libertador.
HP

Lassalete Cunha disse...

Minimalismo é um processo no qual trabalho há bastante tempo. Os resultados obtidos são muito muito compensadores. Menos tralha, menos tempo gasto a cuidar do que não precisamos, mais qualidade de vida!
Eu não assumo compromissos de me despachar disto e daquilo, simplesmente desfaço-me do que não preciso quando não preciso, sem pressões e é assim que comigo funciona.
Vale a pena ser minimalista.

Beijinhos e um bom dia para ti