ALICE

Lilypie Kids Birthday tickers

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Serviços mínimos garantidos

É como me sinto... sabendo que tenho que manter tudo em funcionamento mas não tendo forças para ir além do mínimo para uma vivência equilibrada.
Neste momento, não consigo ser boa em nada, também não quero sentir que estou a ser má, simplesmente, razoável, com sorte...
Não tenho forças, não tenho capacidade mental e física para ser quem eu devo e preciso ser, ou melhor, quem, no fundo eu sou, alguém que se dedica, que ama a vida e os seus, que ri, conversa e adora conviver, que sempre viu o copo meio cheio.
Neste momento, sinto que asseguro os serviços mínimos em todas as vertentes da minha vida e que estou longe de estar plena, forte e segura.
Sei que não durará para sempre, sei que a força e energia precisam de ser alimentadas e, por vezes, vivemos com reservas que não estão a ser repostas.
Sinto falta de uma noite inteira de sono, de uma tarde inteira de sofá, de uma lista de tarefas realizadas, de pendentes concluídos, de refeições mais silenciosas, de uma atividade que me ajude a equilibrar e refortalecer, de mais música ao meu redor e de nunca esquecer que sou felizarda (muito).
Preciso manter o foco nas coisas mais importantes da minha vida, eliminar o ruído exterior e ouvir o bater do coração dos meus filhos...

7 comentários:

J* disse...

Força, ânimo e coragem!
https://jusajublog.blogspot.pt/

Carla Marques disse...

Como te compreendo... Por aqui estou a tentar resolver com exercício físico e com mais paragens (e horas sem net). :) Força.

Sonia Barreto disse...

Bolas!! Além de andares inspirada, andas a ler os meus pensamentos!!😘

CS disse...

Acho que temos gente para formar um clube ;) partilhar truques de revitalização.

Anónimo disse...

Este texto poderia ter sido escrito por mim. Completamente solidária. A par disso, no meu caso, acresce a total frustração a nível profissional, que tem um peso enorme neste momento e está a condicionar ainda mais a minha forma de ser, estar… viver…. Um dia tudo mudará! Beijinhos
RV

CS disse...

RV, que encontre o quanto antes o melhor rumo! Felizmente tenho um trabalho que adoro e me realiza. Não conheço uma realidade inversa mas imagino que seja muito difícil de gerir.
Felicidades

A Pimenta* disse...

Como eu te percebo. A semana passada, pessoalmente, foi demasiado pesado para mim. Muitas horas de trabalho, chegar a casa alguns dias às 20h30 com a minha filha e tudo para fazer. Senti-me muito má mãe, na grande maioria dos dias.