ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Da consulta dos 15 meses

Livro aconselhado pela pediatra.
 
 
A Alice está excelente mas não tem autonomia alimentar à noite (bebe leite durante a noite), nem tem autonomia a adormecer (precisa da nossa presença, do biberão, do embalo ou da mãozinha para dormir).
A modos que em casa não estamos bem em concordância em treiná-la a adormecer sozinha e eu ando num dilema interior se encaro esta batalha sozinha. Não me sinto segura nem totalmente preparada. Já fiz uma pequena coisa: o aquecedor de biberões já saiu do quarto (está na casa-de-banho logo ao lado mas isso não interessa no contexto). Continua a beber o seu leitinho antes da cama mas há duas noites que não tem o seu leitinho a meio da noite quando acorda (às vezes 2h, ou às 4h ou 5h).
Esta noite acordou às 4h da manhã, levantou-se logo do berço, quis colo ao ver-me e começou a apontar à volta. Acho que estava a pedir o leite. Tentei mudar de assunto, embalá-la, ela insistia, apontando para vários sítios. Apesar de estar a tentar prepará-la para deixar o leite a meio da noite não quero ser radical. Pensava: "Se chorar vou-lhe dar.". Ela insistia e eu disse-lhe: "Pronto, filha, a mãe vai preparar o leitinho!" (a minha resistência aguenta umas 3 investidas dela, no máximo). Deitei-a no berço e dei-lhe umas palmadinhas no rabo. Fiquei a ver se ela ficava ou se rodava a cabeça e gritava: "Mas andas a gozar comigo ou quê?!". Ela ficou... e ficou... fui de mansinho para o quarto e fingi-me de morta. Dormiu até perto das 8h da manhã.
Hoje é outro dia...
 
Há casos de sucesso a partilhar? Palavras de incentivo? Coisas como: "Ah, vais conseguir na boa e ela nem vai chegar a chorar se saires do quarto com ela acordada!"
 
Eu confessei à pediatra que sou uma mãe fraquinha, que não consigo ouvi-la chorar no berço e virar as costas, não consigo... as que conseguem não são piores mães, talvez sejam melhores mães, têm uma estrutura que eu não consigo ter (ainda, talvez). Se lá em casa a mãe é fraquinha, o pai é fraquinho também. Também ele não consegue, também ele a embala para a fazer dormir. São dois fraquinhos em casa e uma forte, a Alice. Pois... mas somos nós os pilares, as autoridades e se em tudo o resto, horários, rotinas, alimentação achamos que somos mais resistentes e consistentes, no adormecer temos uma técnica que poderíamos chamar de "à vontade do freguês". Ela escolhe e nós satisfazemos.
 

16 comentários:

Anónimo disse...

A minha filha ate aos 12 meses tinha que adormecer ao colo, mas de repente ela propria decidiu que não queria adormecer ao colo mas sim no berço. Tem sido assim ela hoje tem 19 meses, deito-a e ela nem resmunga. Acho que devias deita-la e deixa-la sozinha se ela n parar entao ficar ao lado do berço e ir insistindo ate chegar ao dia em que vai so deita-la e vai sair do quarto e ela ira adormecer. É preciso muuita paciencia, não desistir e insistir. beijinhos e paciencia SC

CS disse...

Obrigada SC. E muitos desafios ainda estão por vir e tudo passará num instante ;)
beijinhos

Anónimo disse...

Cara CS,

Recomendo vivamente a leitura do livro sugerido pela pediatra. As crianças da idade da Alice não necessitam alimentar-se durante a noite e devem adormecer sozinhas no seu quarto. Elas têm que aprender que o amor e a segurança dos pais não depende da sua presença e ganhar estratégias para se acalmarem a elas próprias.

Anónimo disse...

Amiga um conselho: aproveita este tempo que ela pequenina e que quer ter-vós na altura de adormecer... Sao essas recordações que eles tem da infância. E muito importante essa presença. E tu sabes do que falo.
Tomara todas as criancas terem essa presença.
Aproveita
HP

Patrícia disse...

Querida CS,
A minha mais velha dormiu connosco na cama (sim...eu sei) até aos 2 anos. Nunca adormeceu na cama dela. Era sempre ao colo. Ainda hoje com 7 anos, tem imensa dificuldade de adormecer no quarto dela.
Com a Matilde, que tem dias de diferença da tua Alice, uma das coisas que decidimos foi que "ah com esta vai ser diferente! Pode chorar e berrar mas vai dormir na cama dela!"! Pois.... bom, temos uma melhoria: não dorme no meio de nós! Mas adormece ao colo... e ainda está no nosso quarto! Já coloquei a caminha assim a uns dois metros de mim para que a tentação de estender a mão não seja tão grande e ela se habitue a aclamar-se sozinha...Mas isto é mesmo nosso. Não há nada a fazer! Tenhas 1, 2 ou 5 filhos, acho que o facto de não os conseguir "ouvir chorar que depois logo adormecem" é sempre igual!
Admiro as mães que conseguem. E também há os filhos que são mais independentes e dormem bem sozinhos.
Eu confesso: aqui a dependente sou eu... lol!
Beijo e tudo de bom para ti e pequena Alice!

CS disse...

HP, eu sei bem do que falas. E tens tanta, tanta razão. ;)

CS disse...

Patrícia, realmente muitas vezes as necessidades são nossas e não dos bébes. Tudo parece um desafio. Vamos superando um a um :)

CS disse...

Caro anónimo, decida o que decidir vou ler o livro.
Obrigada pela partilha.

Cindy disse...

Cá por casa passa-se uma situação caricata. À noite ela adormece sozinha e dorme mais coisa menos coisa, 12 horas seguidas. Já não mama de madrugada desde os 7 meses. Mas de dia... só adormece ao colo. Sestas sempre ao colo. Se a deito na cama fica a olhar para mim com ar estupefacto. Houve uma fase em que adormecia sozinha de dia no sofá, depois essa fase esfumou-se e agora é ao colo. Ando a ganhar coragem para a ensinar a dormir durante o dia na caminha dela...

xoxo
cindy

Soltas as Palavras disse...

Olá! Pois o meu filhote até mais ou menos os 7 meses tinha de adormecer ao colo e depois já ia para o berço a dormir e ficava a noite toda. Depois começou a ir para o berço acordado, bebia o seu leitinho esperava que fossemos buscar o biberão e dormia, de dezembro para cá não entendo o que aconteceu mas ele criou aversão ao berço, grita, chora imenso como se tivesse medo, já tentei várias vezes ficar ao lado dele e ele chora na mesma, uma vez tive mesmo de tentar resistir e aguentar-me e ele chorou quase durante 1 hora de pé no berço, depois desse tempo vi que não ia adiantar e já não aguentava vê-lo chorar, peguei nele e adormeci-o na minha cama e depois de estar a dormir passo-o para o berço e tem sido assim desde dezembro já tentei várias vezes e nada. A solução vai ser passá-lo para uma cama em vez de berço e rezar para que resulte. Acho que cada criança é um caso diferente e com tempos diferentes agora uma coisa também digo eles crescem tão rápido que tento aproveitar ao máximo e se neste momento ele tem medo de adormecer sozinho e quer estar comigo ou com o pai nós vamos lá estar com ele. Nós é que temos de ir vendo e tentando pois cada criança tem um comportamento diferente da outra e reage de maneira diferente.

Silvana Santos disse...

Não é uma ajuda mas talvez te deixe mais optimista.

A minha sempre precisou de colo para adormecer, durante 13 meses. A verdade é que eu nunca me "chateei" muito com o assunto, excepto quando ela demorava muito tempo a adormecer (o que estava a acontecer nas ultimas semanas).

Recentemente, num desses dias, eu já farta por estar a embalá-la e ela sempre de pestana aberta ... coloquei-a na cama dela e ela adormeceu no mesmo minuto. Há cerca de 2 semana que adormece completamente sozinha, em todos os sonos que faz.

Ainda hoje não entendo e continuo surpreendida.

CS disse...

Silvana, que ótimo ;) Já vi foto dela no blog. Está enorme :))

Ana disse...

A minha filha tem 2 anos sp adormeceu sozinha apesar de dps dormir mt mal durante à noite. Mas se assim não fosse dificilmente a deixaria a chorar... acho que tem tudo a ver com as crianças.. Em relação ao livro tenho 2 casos mt próximos de crianças que só adormeciam ao colo e que tentaram adoptar o método desse livro, mas sem nenhum sucesso, muito pelo contrario serviu apenas para culpabilizar os pais com o choro compulsivo dos filhos...
Beijinhos

CS disse...

Ana, a pediatra diz que tenho que ser consistente, consistente. Para usar o método quando me sentir preparada. O dia ainda não chegou. Será que chegará...

Brandie disse...

Esta noção muito ocidental de "eles têm de dormir sozinhos" é terrível tanto para eles como para os pais. É claro que lhe queres dar autonomia, mas tb é verdade que tudo tem o seu tempo. O próprio Estivill veio a confirmar que este método era demasiado severo para bebés tão pequenos. Ou seja, vai aos poucos, com calma, espaçando o tempo em que a vais buscar mas sem o stress dos imperativos "tenho de" "devo" etc. Daqui a nada ela dorme sozinha e tu estiveste bem mais relaxada.

CS disse...

Brandie, toda a razão. Há dias que penso assim, outros em que penso como a pediatra, outros em que não quero pensar em nada, outros em que só me apetece adormecer e não ouvir mais nada.
É um processo... :)