ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Para quando o segundo?

É a pergunta que mais ouço nos últimos tempos. Quando prontamente respondo: "Para o ano" as pessoas ficam quase mudas e com ar de espanto. Acho que estão sempre à espera de respostas do tipo: "Ah, vivemos numa época de crise.", "Ah... nem tão cedo.", "Ah, não quero mais." ou "Está muito bom assim." e logo daria uma grande conversa e muitos conselhos de procriação.
Ao responder: "Quero mais!" a conversa fica encurtada.

Quanto mais tempo passa, mesmo com noites complicadas, cansaço, dias de menos paciência, não me imagino mãe de um filho só.



4 comentários:

Soltas as Palavras disse...

Eu por mim também já tinha outro para o ano!!!!!

CS disse...

Apoio-te ;) combinamos e fazemos as aulas de preparação para o parto juntas. Bora?! ;)

Eliana Ramos disse...

Eu também sofria do mesmo mal de ouvir sempre a mesma conversa... Desde que passei também a dar uma resposta de "Para o ano!", as pessoas por aqui também encurtaram-se nas palavras :)

Nokas* disse...

Tens razão. Eu sou filha única e sei que não quero ter um único filho. Quanto à opinião das pessoas, eu diria que isso é o menos relevante. Se fossemos a ter em conta o "fator crise" eu diria que Portugal não produzia filhos há mais de 4 anos e tão cedo não o faria. As pessoas devem é seguir os seus objetivos.