ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Um sinal

Uma terça-feira que se parece a tantas outras terças-feiras e, no entanto, uma terça-feira diferente.
A chuva que traz consigo a necessidade de nos lavar a alma, o sentimento que carregamos de que queremos fazer ou ser algo mais do que aquilo que já somos.
O sol que não chega e nos faz pensar que os dias nublados também podem ser dias felizes.
O varão do meu closet (tão minúsculo que me faz corar em denominá-lo de closet achando que faço parecer ter mais do que tenho) que quebrou, dando-me a prova que tenho demasiada roupa pendurada e arrumada. Roupa essa que me faz sentir que não tenho nada para vestir todos os dias de manhã.
E é assim, mais um sinal que preciso renovar-me, que este eu está cansado da roupa acumulada, dos sapatos que magoam atrás ou à frente, ou que são altos demais ou baixos demais, dos brincos que nunca uso porque me infetam as orelhas, dos colares que passaram de moda um pouco antes de os ter comprado em saldos. É mais um sinal que este eu precisa de se ligar mais às pessoas e ao tempo e menos aos objetos.
Esta é uma terça-feira que parece uma segunda-feira de renovação, que parece um final de ano cheio de resoluções.
Eu quero e preciso de um novo eu, um up-grade com mais gigas de memória, um design mais clean, com colunas de som límpido e melodioso.



5 comentários:

Kaipiroska disse...

Gostei muito destas tuas palavras. Até a mim deu vontade de ir aos meus armários provisórios e fazer uma limpeza à roupa e à alma. Uma boa terça/segunda-feira :)

Elix disse...

Há dias assim, mas acredita, passam!!! Beijinhos

CS disse...

Quantas mais formos melhor :) Renovadas!

S@ndr@ disse...

Como te compreendo... Beijinhos
P.S.: és linda com qualquer trapinho cunhada :)

Soltas as Palavras disse...

Compreendo-te tão bem! Este fim de semana estava assim e fiz uma boa limpeza nos sapatos e roupas. Para quê guardar coisas que não usamos, prefiro ter menos mas saber que vou usar tudo. Renovou-me a alma.