ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ando a medir forças com a minha filha

Se havia coisa que me deixava descansada e com orgulho era o fato de a minha princesa se deitar todos os dias entre as 20h e as 20h30 (com raras exceções), depois do biberão, no seu berço e sem filmes.
Há 2 semanas atrás houve uma noite em que depois do biberão fez um filme a 3D de categoria terror. Eu, mãe sensível (quer-se dizer inexperiente) levei-a para a sala.
"Tadinha da menina que quer brincar um pedacinho só hhoooojjjjee, só hooojjeee."
Foi, foi, só hoje...
A partir daí, toda a santa noite temos filme a 3D mas cuja visualização do mesmo vai atingindo idades avançadas e corações mais duros pois os mais sensíveis quebram-se nos primeiros 5 minutos.
Eu, mãe sensível e muito atenta às necessidades da minha filha (quer-se dizer burra que se acha mais esperta do que as outras) levei-a para a sala para brincar e deixar o sono chegar com mais força.
Andamos 2 semanas nisto, entre quarto e sala, desde as 20h30 podendo ir até às 22h30, altura em que o sono é mais forte que qualquer birra. Tentei adiantar a hora da cama para as 21h, para as 21h30 mas o filme é o mesmo, chegando a repetir-se os gestos, apesar dos gritos irem aumentando nas sequelas de dia para dia. Acho que a minha pequenota anda a aprimorar-se no papel de drama queen.
Ontem respirei fundo e interiorizei uma permissa: eu sou a mãe, ela é a filha, eu tenho 1, 64m, ela 74cm, eu sei mais do que ela, ela sabe menos do que eu. Hoje eu sou capaz!
Estiquei um pouco a hora, 20h45 fomos para o quarto com biberão. Leitinho e tudo normal. Olhos a fechar enquanto sugava o leite. Eu, por dentro, dava pulinhos de contentamento achando que talvez até fosse ser fácil. Termina o biberão, espeto-lhe a chucha na boca antes que ela pudesse soltar um ai. Vai para o berço e... começa a nossa saga.
Berreiro, chucha para o chão 598 vezes, berreiro, espernea, estica os braços para a porta e eu penso: "Não vou desistir, nem que fique até à meia-noite."
Mantive-me calma (quando nos outros dias ficava aborrecida, desgastada). Dizia-lhe: "Temos que dormir. A mãe gosta de ti." E mais ensinamentos pedagógicos como se ela tivesse a ouvir, como se fosse possível ela ouvir alguma coisa no meio de tantos gritos.
Sempre calma convencida que eu ia vencer e que os gritos e choros não traziam consigo lágrimas, apesar dela ter ficado transpirada, de cabelo molhado junto à testa. Por nenhum momento pensei levá-la para a sala porque tenho a certeza que ela lê os meus pensamentos. Concentrei-me na batalha que tinha pela frente. Embalei-a no meio dos gritos. Não sabia quanto tempo estava a passar... tive vontade de ir ver horas pois apenas sabia que tinha entrado no quarto às 20h45. Fui embalando, cantei (tadinha), embalei, levantei-me e baixei-me as 598 vezes para apanhar a chucha.
Ela foi acalmando, ia fechando os olhos no meio das lamúrias que iam diminuindo de volume. Já não gritava, já não abria os olhos. Fiquei mais um pouco e coloquei-a no berço. Ela nem se mexeu. Apeteceu-me dar um grito de vitória! Qual chama olímpica, qual quê?! Não há melhor sensação que conseguirmos fazer o que achamos estar certo, ultrapassando as dificuldades.
Passei na cozinha e olhei o relógio: 21h20. No processo todo pouco tinha passado da meia hora (pareceram-me 3horas)
Passarei pelo mesmo todos os dias, até ela regressar à sua rotina de biberão berço, até ela perceber que por mais gritos que lance não há mais sala a partir do momento que decidimos ser hora de dormir.
Se vou ter essa determinação todos os dias? Sim, claro! (mas o meu coração vacila).


18 comentários:

clara disse...

No início custa sempre muito. Vais ver que ela habitua-se. O meu também fazia filmes desses, às vezes ainda faz. Só que os dele iam até às 2h da manhã.

Jardim de Algodão Doce disse...

O meu bebé depois do jantar, brinca e brinca muito com o irmão. Andam atrás um do outro. Não há TV À noite, aliás o pequenino nem vê televisão. Quando vai para a cama também anda às voltas no berço e ele tem de sentir que fico ali no quarto...depois acalma e adormece sozinho. Mas andar a brincar com o irmão de um lado par ao outro também o maça. Eles têm de gastar as energias! Boa sorte para as próximas noites. Há que ter calma. Eles são de fases também.

Elix disse...

Como te compreendo! (cada vez que leio post deste género dá-me vontade de escrever também um post)
Eu já meti uma coisa na cabeça, quando vacilamos uma vez (e basta uma única vez) eles nunca mais se esquecem, nunca mais...
Aqui há uns tempos a princesa estava constipadita, andava a tomar Maxilase que adora... ela estava irrequieta para adormecer e eu tive a infeliz ideia de molhar a chucha no maxilase para a acalmar e ver se adormecia (como tantas vezes fiz quando era bebé naquele liquido cor de rosa que não me lembro o nome), pois a partir daí e durante semanas e semanas ela me dava a chucha para a mãe e dizia "mais"... eu nunca mais fiz isso mas ela continuava a pedir.
às vezes, em certos momentos, penso se vou ceder agora... nunca mais volto atrás ;)

Agora tens que ter muita coragem e determinação, fazer o que fizeste todos os dias até ela perceber que não te consegue dobrar, e não é fácil eu sei... ;)
beijinhos

lanapt disse...

Olá mamã , olha eles tem essa manha , interiorizada ... o meu pequenino com 21 meses depois de ter estado doente e o ter embalado , levado para o meu quarto .. e tudo mais ... decidiu que a partir daquele dia , ia ser sempre assim ... levei cerca de 20 dias , para que ele voltasse a dormir sozinho , sem colinho ... berrou , chorou , esperneou .... fez 30 por uma linha .. custou me muito ..muito mesmo ... mas agora , apesar de ficar o quarto até ele adormecer completamente ... ele fica ... luta contra o sono , e chega uma altura em que passa de estar sentado , para estar deitado e acaba por adormecer ... volta a acordar durante a noite , coisa que já não fazia antes , mas vais aos poucos .... as birras agora são de manhã para vestir ... beijinhos e bom fim de semana !!

CS disse...

Estes miúdos têm a escola toda :)
Adorei ler os vossos comentários. Temos que nos unir a ver se os vencemos :)))
Tão pequenos e tão espertos.

Aurora disse...

Muito bem! Não sou mãe mas admito que deve custar (muito) conseguir ter esse pulso firme no meio de uma luta da bebé...

Liliana disse...

Antes de mais queria agradeçer a companhia e o apoio que me dá....sim é verdade, mesmo sem me conhecer é uma fonte de apoio e consolo para mim. Tenho sou mãe pela primeira vez de um bebé lindo de 5 meses e todos os dias tenho mil e uma dúvidas acerca de se estou a "fazer bem ou mal". Estas dúvidas aumentam pelo facto de viver num país estrangeiro e não conhecer ninguém. Para mim é muito bom ler o seu blog e ver que também "luta" na hora de dormir, que tem 10000 chupetas espalhadas pela casa e tantas outras " aventuras" que também vivo com o meu filho. Há muito tempo que lhe queria escrever este comentário....acredito que deve ser bom perceber que o seu blog tem impacto noutras pessoas e espero que lhe dê mais energia para continuar a escrever. Muito obrigada.

CC disse...

OLá CS,

Eu e o meu A. andamos na mesma luta. É um medir de forças diário, até às 23, 23h30! Ontem fui mais firme. Do alto do meu 1,70 m para aqueles mandões 76 cm, isolei o meu coração de mãe, deixei-o chorar, refilar, pular e chamar-me um bocadinho e finalmente adormeceu no seu berço.
Haja determinação, coração de pedra e muito Amor.
Beijo de coração,
CC

CS disse...

CC, minha querida, o teu A. e a minha Alice fizeram a mesma escola e com nota máxima. São uns espertos ;)

CS disse...

Liliana, estou sempre por "perto". Qualquer dúvida... não sei muito mas já terei passado de certeza :)
Bj

Mammi Cris ♥ disse...

Engraçado andamos a ver o mesmo filme de terror! O Gonçalo anda a fazer o mesmo tal e qual :))) coisa que nunca fez antes deitava-o no berço e ele lá ficava agora esquece entramos numa nova temporada, e quando atira olha pra mim e ainda diz: ahh!
já andava a ficar preocupada mas pelos vistos o filme é exibido em muitas casas! força

Anónimo disse...

Olá CS!!! Estive 13 meses a tentar que a minha filha adormecesse sozinha e tentativas sempre falhadas. Agora com 14 meses ela ja não quer colinho, é verdade de um dia para o outro ela decidiu que já é grandinha e que quer adormecer sozinha. Às 20/20.30h toma o seu banhinho, toma o biberon e cama e la fica ela ate às 8h. É preciso muita calma e paciencia. Força tudo irá correr bem :)

Mãe de gémeos disse...

Eu fui preguiçosa até porque com a ausência do pai fui sempre adiando a ida para o quarto, decidi que não passa deste final de ano apesar deles fazerem 3 anos no próximo dia 15, a ver vamos como será, mas adivinho que não será fácil.

Dia - a - Dia disse...

Assim mesmo, és a mãe, ela a filha :)

CS disse...

Mãe de gémeos, nem imagino como será tudo a dobrar :)

Ela disse...

eu é que sei o que batalhei para metê-lo na cama a horas decentes, mesmo em dias de jantaradas com gente cá em casa. não é fácil. mas o pior ainda está para vir: tirar a fralda! pelo menos para mim foi. um pequeno pesadelo. ;)

S@ndr@ disse...

Ando a passar pelo mesmo, gritos que so ouvem no cimo da serra quando a levo pro quarto pra dormir, assim que chega á sala passa-lhe tudo e põe-se a rir.... Durante o dia é uma maravilha, a maior parte das vezes adormece sozinha... Acho que ela me pôs de castigo desde o dia que comecei a trabalhar!

CS disse...

Sandra, até pode ser... ela querer passar mais tempo contigo. Se é à noite que estás è a noite que quer folia na sala com os pais.