ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

As sestas durante o dia

A Alice dorme sempre um sono durante a manhã (mais perto do meio-dia) e dormia um sono da tarde.
Ultimamente ela tem feito uns filmes terríveis com direito a choros e lágrimas para não dormir da tarde, mesmo que esteja caidinha de sono.
Eu, confesso aqui, fico muito preocupada com as horas de sono dela. Se estou descansada relativamente às suas noites onde dorme 12 horas seguidas, acordando 1 ou 2 vezes para leite ou chucha perdida. As 3 ou 4 horas que lhe faltam que devia fazer durante o dia, vá, no mínimo 2 horas (1 de manhã, 1 da tarde) nem sempre as faz. E eu preocupada quando isso acontece... apesar de ir para a cama antes das 20h se não dorme da tarde.
Hoje foram feitas várias tentativas para a soneca da tarde. Desde as 15h, ao apresentar os primeiros sinais, até às 17h, altura em que hoje venci eu. São berros, atira a chucha ao chão, olha para mim como se eu fosse a pior mãe do mundo e eu... e o pai... tantas vezes vencidos por ela, uma Nisca que não tem sequer 1 metro de altura. E fica sempre aquela dúvida: insisto ou deixo ela fazer como (ela acha que) quer? 

Não quero sequer imaginar que esta pulga com menos de 1 ano de idade já quer abandonar as sestas a meio da tarde e ficar na sala como gente crescida!
Bem... já 18h30 e ela ainda dorme, ou seja, 1h30.
Amanhã é novo dia. Não sei como são as outras mães mas eu preocupo-me muito com o descanso, em forma de sono, que a minha filha tem. Os hábitos de dormir bem e a horas é meio caminho para uma vida saudável.

Nunca me esqueço de um programa que vi (ainda não estava grávida e acho que nem o fazia com o intuito de procriar ;), sobre insónias e os hábitos de sono de miúdos e graúdos. Ligou para o programa uma jornalista cujo filho de 4 anos apenas dormia umas 3 a 4 horas por noite e não dormia nada durante o dia. Sei que isto parece mentira. A jornalista calmamente dizia: "Sai ao pai que também dorme muito pouco. No início preocupava-me agora vejo que ele é assim, sempre foi desde bebé e como passa bem o dia e anda bem disposto estou descansada."
A neurologista portuguesa muito conhecida (de cabelo todo branco) que não me vem o nome agora disse: "O seu filho corre sério perigo mas antes sequer de pensar em tratar-lhe eu devia tratar primeiro a senhora e o seu marido. Sabia que o seu filho corre perigo de morrer de enfarte, que corre sério risco de sofrer de graves depressões em adolescente..." e continuou  numa série de outras doenças desencadeadas pela privação de sono que não me recordo.

Pronto, não chego a esse nível de preocupação mas se isso é um estádio 10 de gravidade, eu estou num 3 ou 4.

http://weheartit.com/entry/43176010/via/zahratfeb17


2 comentários:

Elix disse...

Concordo plenamente que o melhor para as crianças são os hábitos de sono tranquilos e regulares.
Quando a princesa nasceu, deu desde logo boas noites mas não queria dormir durante o dia, e mesmo á noite era difícil adormecer mesmo que depois dormisse a noite toda. Mas com calma e persistência consegui que adormecesse sozinha na sua cama e ainda que faça sestas regulares.
A minha piolha tem 20 meses, durante a noite dorme 10horas (das 21h30/22h ás 8h mais ou menos) depois dorme entre as 11h e as 12h30 mais ou menos e novamente entre as 15h e as 17h e picos. Mas há dias de excepção. Ainda na 2ª feira fiquei com ela em casa porque tinha febre e á tarde não queria dormir, não foi fácil adormece-la, mas consegui por volta das 18h, depois acordou ás 19h30, foi um dia de excepção e descontrolado. Com crianças é mesmo assim.

desculpa o testamento mas queria partilhar que há dias que se descontrolam mas que se continuarmos firmes tudo volta ao normal.

bjs*

CS disse...

Elix, adoro testamentos :) Obrigada pela partilha!