ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

terça-feira, 18 de junho de 2013

Frases que me fazem confusão

Sem querer fazer julgamentos (é quase impossível. Pode-se até não verbalizar mas o pensamento foge-nos para tal) vou partilhar uma frase que li numa revista HAPPY sobre pais e filhos que me fez confusão e, na verdade, muita impressão:

Contava a história de uma mãe divorciada com um(a) filho(a) (não me lembro) que se tinha envolvido com um homem. O filho não se deu bem com essa pessoa (não explicou razões), essa pessoa teve uma oportunidade de trabalho fora do país. Assim sendo e afirmando "como existem ex-namorados, ex-maridos mas não existem ex-filhos" decidiu deixar o filho com os avós e seguiu o companheiro para outro país de modo a não perder essa relação, acreditando que com o filho não havia o perigo de ser um ex.

Essa mãe foi com a certeza que o filho seria sempre filho e que, assim sendo, a amaria sempre mas que o mesmo não poderia acontecer com a pessoa que estava ao seu lado, por isso decidiu investir nessa relação em detrimento da relação (assegurada) que tinha com o filho.
Não vou tecer mais considerações porque vou fazer julgamentos, julgamentos estes que não vão ao encontro do pensamento de que existem ex-maridos mas não existem ex-filhos. Na verdade, é por existirem ex-maridos que os filhos são importantes e únicos e nunca uma relação com um filho é assegurada, definitiva ou garantida. Deve ser alimentada, cuidada tal como fazemos em todas as outras relações que temos. Qualquer uma pode, simplesmente, "morrer"...


9 comentários:

Jo disse...

Realmente, que raio de teoria a da senhora...

mmm´s disse...

Sempre achei que o amor de mãe é incondicional, quero continuar a acreditar que sim.

http://www.lavarcabecas.blogspot.pt/

ML disse...

CV não tem nada a ver com o post mas ando à procura de um post que fizeste sobre slings. Tenho quase a certeza que eras tu. Recomendas algum? Tenho andado a ver e acho tão caros... e alguns têm tanto pano que acho que não me vou entender com eles....


Qual a tua opinião?

Beijinhos e obrigada.

CS disse...

ML, o que escrevi sobre slings está aqui: http://omeuchaverde.blogspot.pt/2013/02/sling.html
recomendo este comprado na pré-natal. É caro, na minha opinião (cerca de 65€ - babasling) mas uso-o quase todos os dias desde que ela ficou maior e já reclama do carrinho de passeio ou quando tenho que andar com as duas mãos ocupadas. Também pretendo usar nos próximos :) por isso rentabilizo-o mais.
Podes ver o vídeo aqui para te ilucidares melhor: http://www.babaslings.com/video.php

Qualquer pergunta mais, diz.
bjs

ML disse...

Muito obrigada pela atenção e simpatia CV. :)


Vou ler e pesquisar. :)

Beijinhos

Elix disse...

Sou sempre a primeira a dizer que cada um sabe da sua vida e vive-a como a quer e não quero de todo fazer julgamnetos. Mas eu acho que nunca faria o que essa senhora fez. Não existem ex-filhos mas mesmo a relação mãe-filho têm que ser trabalhada e alimentada.... é a minha opinião.

Anónimo disse...

Sou filha de emigrantes que veio morar para Portugal, com 6 anos para casa de uns tios que mal conhecia. Posso afirmar que filhos que, por uma razão ou outra, são criados por outras pessoas, perdem laços afectivos com os progenitores.A minha relação com os meus pais teve um fosso de anos que nunca foi recuperado por mais que me compensassem com bens materiais.As pessoas não imaginam os danos que causam nos filhos quando entregam a sua educação a outros mesmo sendo pessoas próximas.

CS disse...

Cara anónima, não imagino os danos... eu preferia ter uma vida com menos conforto do que ficar longe dos meus filhos e acho que eles pensariam da mesma forma.
Obrigada pela partilha.

Mimi disse...

Para mim, isso é o reflexo da crise de valores que o mundo atravessa...