ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Jantar de mulheres

Recebo uma sms: "Jantar fora? Só mulheres. A Paula já confirmou."
Sim, eu gostava de dizer que sou mãe mas sou também uma mulher com uma vida social ativa, conciliando a maternidade com jantares onde cada um come pela sua mão, sacos de compras sem o símbolo do continente, sentar-me numa esplanada sem levantar o rabo centenas de vezes para correr atrás de outro ser humano em miniatura ou para apanhar os 300 objetos que caiem ao chão, sair de casa toda engomada e sem nenhuma mancha na roupa, voltar a usar pulseiras e colares sem correr o risco de ser estrangulada.
Sim, eu gostava de dizer que sou mãe mas sou acima de tudo mulher mas (talvez no futuro seja diferente)... o meu jantar só com mulheres é quase todos os dias: eu e a Alice, a Alice e eu. O pai trabalha e nós as duas temos as nossas nights com direito a música e dança no meio da sala.



Dançar e cantar esta música vezes seguidas com a Alice é o mais próximo que tenho de uma saída noturna.

6 comentários:

mmm´s disse...

A vida vai mudando e com ela mudam também, as nossas prioridades.

http://www.lavarcabecas.blogspot.pt/

Patrícia disse...

E cá estou eu mais uma vez a rever-me completamente no teu post.... com a "agravante" de aqui ser ladies night a três!!! ;)
Mas sim, já tenho saudades disso tudo que descreves....
No dia a dia bem faço por me arranjar e andar mais compostinha mas já sinto falta de beber um copo com as amigas ou ir às compras sem ter de preocupar com o carrinho ou se levo fraldas ou comida....

E pois tal e qual, enquanto não "aparece" o panda e os caricas ao vivo, também andamos numa de Sónia e as profissões! :)

Bjs p ti e linda Alice!

CS disse...

mmm's, tudo muda, até nós ;)

CS disse...

Patrícia, quando elas forem adolescentes voltamos às nights, o pior é que terá de ser lugares com acesso de rampas por causa das cadeiras de rodas :)

Mi disse...

ahahah ... Ai.. ISso é muito complicado... não daria para uma vez por outra deixar a menina nos avós ou assim... Porque sei que faz falta sair! Divertir.. e de facto viver uma vida que não seja a de mãe! Faz falta sentirmo-nos poderosas! eheheh mas ela cresce e depois sempre podes voltar aí =) *

CS disse...

Mi, temos um cordão umbilical que ainda não foi cortado. Estamos a trabalhar nisso ;)