ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A minha mais recente preocupação materna

Aos 8 meses começo a pensar no desmame da minha Nisca de gente por achar que quanto mais tarde o fizer menos vontade ela terá de deixar a mama. Isto porque não quero amamentar depois dos 12 meses (mais coisa, menos coisa).
Pretendia introduzir o leite artificial a meio da manhã e manter a mama à noite e durante a noite e gradualmente ir substituindo pelo biberão.
A meio da manhã, sozinha com o pai, bebia sempre um biberão com o meu leite, tirado à bomba no dia anterior (confesso que já estava cansada de ir à máquina de ordenha todos os dias) e ela bebia sem refilar.
Esta semana começámos a substituir esse biberão por leite artificial. Ela levou o leite à boca e mal provou cuspiu. Ele tentou uma, tentou duas, esperou meia hora e voltou a tentar. Ela já refilava cheia de fome mas recusava o leite. Ele liga-me a dizer que não a consegue ver com fome e prepara-lhe um prato de papa que devora num instante.
No dia seguinte tentámos outra marca e o desenrolar dos acontecimentos foi o mesmo. Voltou à papa. E assim todos os dias...
Hoje tentou outro leite, depois iogurte e ela recusa determinada. Já comeu papa, disse-me ele ao telefone.
Ontem, aconselharam-me a dar sempre do mesmo leite para que se habitue ao sabor. Faremos isso mas sinto-me um pouco desorientada... confesso que não sei o que fazer...
Durante a noite e para adormecer ela vai sempre à mama e se não lhe dou logo chora como se lhe tivessem a bater. Já sei que essa será outra batalha ainda mais dura e não me sinto com forças para a ter a curto prazo. Contudo, o receio de adiar indefinitivamente leva-me a pensar que ela ficará pela mama por muitos meses mais e eu não quero, não quero mesmo.
Alguém já passou pelo mesmo? Alguém com algum truque milagroso que queira partilhar?

14 comentários:

Dina disse...

Tenho uma amiga que posso pelo mesmo. A médica na altura disse que devia insistir. se não quisesse para não lhe dar mais nada. Que quando tivesse fome que ia comer. O miúdo lutou durante um dia mas depois funcionou. Mas cada criança é diferente. Boa sorte

CS disse...

Ai, Dina, o pior é aguentar esse dia. Como posso eu deixá-la com fome?? Não me sinto minimamente preparada...

Anónimo disse...

Olha experimenta pôr uma colher de papa no leite artificial, e vê como corre, se ela aceitar tens que deixar de dar do teu leite á noite senão ela vai recusar sempre o outro. E depois knd ela começar a gostar do leite artificial, começa a reduzir a colher de papa no leite para não se tornar outro hábito. Depois conta como correu.
Vânia da Graça

Mãe de gémeos disse...

Como não amamentei não tive estes problemas mas, já que pensas não o fazer depois dos 12 meses, porque não introduzir de vez o leite comum, os meus e por indicação da pediatra foi aos 13 meses, foi gradual e aceitaram bem, pode ser que ela goste.

CS disse...

Vânia, disseram-me esse truque da colher da papa dela no leite. Não resultou. Recusou na mesma...

CS disse...

Mãe de gémeos, já pensei nisso mas acho que o filme será o mesmo... o sabor é diferente e o que recusa agora recusará na altura o leite de vaca em prol da maminha... não sei...

Kaipiroska disse...

Bem CS, como bem sabes a minha experiência ainda é mínima, pois o meu pimpolho agora é que fez 1 mês e 2 semanas. Feliz ou infelizmente, o Diogo logo aos 15 dias teve que começar a tomar, além do leite materno, o leite em pó já que não estava a ganhar peso. Habituou-se logo. Agarrou-se ao biberão com uma genica que consola ver e bebe muito bem, seja com tetina de latex seja de silicone. Portanto, cada mamada é sempre primeiro de maminha e depois de biberão. Também poderás tentar introduzir assim. Dás um pouco de maminha e depois de biberão a ver se ela vai nisso. É só uma pequena ideia que só me ocorreu agora... Beijinho e boa sorte para o "desmame" :)

Elix disse...

Milagres e truques mágicos não existe claro e cada criança é uma criança disso já sabemos.... a minha também foi mais ou menos assim... o meu leite não chegava para manter o corpinho dadone dela e tive mesmo que passar ao leite articial, experimentei vários.... mas acho que não tem a ver com o leite, qualquer leite artificial é diferente do nosso então tive mesmo que a deixar passar fome durante umas horinhas.... teve de ser, custou é certo mas.... é a vida de mãe ;D beijinhos e boa sorte!

CS disse...

kaipi, não me parece que ela caia nessa porque se morrendo de fome ela não quer o leite, depois de ter tido maminha muito menos...
Vamos ver...

CS disse...

Elix, hoje ela ficou das 12h30 às 17h30 sem comer. Lá consegui dar-lhe um pouco de leite mas teve de ser à colher e enganando-a com 1 colher de água, 1 de leite. Quero que se vá habituando ao sabor. vou fazer isso toda a semana durante o dia e à noite mama.
Mas tenho receio de não estar a agir bem...

Ela disse...

começa a beber vinho ou a comer anchovas. ela larga rápido!

Filipa disse...

CS, foi por essas e por outras, que desde que o Diogo nasceu, dei indicaçoes as enfermeiras de que poderiam dar-lhe LA. Amamentei ( mais por obrigação do que por escolha) até aos 4 meses. Mas nesse periodo ele sempre bebeu LA junto com o meu. Mamava e depois uma colher rasa de LA Aptamil. Já conhecia este leite, já o tinha dado a minha filha ( embora dela o leite simplesmente sumiu aos 3 meses) e ela tinha-se dado lindamente. Sem colicas, nem nada. Então com o Diogo, aos 4 meses parei. Just like that. Por opção. Tomei o Parlodel ( outro filme para conseguir os comprimidos. Médicos e enfermeiros totalmente fundamentalistas relativamente a questão da mama) e pronto. Tive, no primeiro dia umas tonturas, umas nauseas, mas depois passou. O Diogo, não estranhou nada.Esta foi a minha experiencia e a minha escolha também. Já sei que devo ser crucificada, mas se não fosse por pressão familiar ( da minha mãe e marido , sobretudo) nem tinha dado mama. Não gostei, não criei qualquer vinculo para além daquele que já tinha. Ganhei, várias noites sem dormir, a tirar leite da mama, vários caroços e dores. Mas, por outro lado respeito quem dá, e sei que os primeiros dias e meses, o LM é optimo.

CS disse...

Ela, os teus conselhos são sempre de oiro! :))

CS disse...

Filipa, mesmo por obrigação, fizeste muito bem. Deste o melhor aos teus filhos. Quanto ao deixar aos 4 meses, também o fizeste bem pois era a tua vontade e o benefício já tinha sido feito.
Eu tive um primeiro mês muito difícil mas estava muito determinada, por vontade própria pois o pai disse sempre que me apoiava em qualquer decisão que tomasse.
Os meses seguintes foram bem melhores apesar das mamadas tão curtas de intervalos e tão longas na mama.
Agora custa-me vê-la ainda tão agarrada e eu já com vontade de deixar...
Vamos ver como corre. Obrigada pela tua partilha.