ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Serei a única...

... a achar ridículo essa moda (relativamente recente) de usar o "portugueses" e "portuguesas" e cá na terra o "açorianos" e "açorianas"?!
Enquanto elemento feminino, nunca me senti nem me senti discriminada quando denominam de "portugueses" tanto homens como mulheres. Para mim, a discriminação passa em tanto outro lugar que não o feminino e masculino das palavras.
Acho até que me sinto mais discriminada quando fazem a intenção de nos mencionar, retirando-nos do termo global como se fossemos umas coitadinhas e dessemos pulos de contente ao ouvir que também se referem a nós em particular.

Por mim, caros políticos e "políticas", bem podem incluir-me nos portugueses e açorianos que não me sinto nada nada excluída.



4 comentários:

Anónimo disse...

O facto de existir o dia internacional de mulher, ou qualquer coisa do género, por si só, é uma forma de discriminação. Se fossemos todos iguais não existiria "preocupações" a esse nível.

CS disse...

Eu antes também achava descabido esse dia. Hoje compreendo o seu significado.
Quer queiramos, quer não, a mulher é alvo de muita discriminação e violência (infelizmente). Esse dia serve para despertar consciências.
Quem sabe, um dia deixa de existir esse dia internacional. Era bom, não era? :)

Mãe de gémeos disse...

Concordo, detesto estes termos.

Ela disse...

acho isto ma cagada! e dá-me nervos. pode-se dizer cagada aqui?