ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

As noites do António, as minhas noites

Para responder a um comentário sobre como têm sido as noites do António.
Como estava a prever no post de Junho, o António foi deixando (por vontade própria) a mama. Uma experiência totalmente diferente da irmã.
Atualmente, janta por volta das 19h a sua sopa e a fruta, toma banho e vai direto para a cama sem mais nada. Com a Alice, sempre depois do jantar, lá ia a mama (e quando deixou de ser mama passou a ser o biberão) antes de adormecer. Acho que uma espécie de consolo porque é impossível ser fome depois da sopa e da fruta. Foi assim até ela fazer os 2 anos.
Mas falemos do António. Ele janta, banho e caminha. Fica a dormir até umas 23h/00h/01h, altura em que começa a rolar no berço e a soltar uns gemidos. Eu preparo 210 m/l de leite adaptado e atesto-o (como diz o pai. Isto porque nem o tiro do berço. Estico o braço de biberão na mão. Ele bebe com os olhos fechados, pestanejando de vez em quando para confirmar que é uma cara conhecida que o alimenta) e, no final, coloco a chucha, ele vira-se para o lado e volta a adormecer. Repetimos o ritual pelas 4h ou 5h da manhã. Isso varia. Mas diminuímos os 3 biberões por noite para 2. Tem tido dois despertares para comer.
Isto de para comer também é relativo. Na consulta dos 9 meses a pediatra disse-nos que ele já é um homenzinho para aguentar toda a noite sem comer. Mas eu ainda não sou uma mulherzinha para aguentar toda a noite sem lhe dar de comer. Ainda me faz impressão. Ele acorda, vira e revira, murmura e eu acho que é a pedir o leite. Ela disse para o deixar virar e rebolar, que já não necessita do alimento noturno, que fará isso uns dias e depois dormirá toda a noite. Huummm... tenho as minhas suspeitas... além disso, partilha o quarto com a irmã desde os 7 meses. Vou deixá-lo chorar, deixá-lo despertar e deixá-lo acordar a irmã também? Hummm.... tenho as minhas suspeitas...
Até data ainda por definir, vamos manter os 2 biberões por noite e viver em paz por mais uns tempos.
A irmã foi uma comilona noturna até aos 2 anos. Ele ainda nem 1 ano fez...
Assim sendo, acho que as minhas noites estão muito boas comparadas com a irmã, embalada para dormir, mama ou biberão antes de adormecer, durante a noite leite sempre ao colo e depois embalo, algumas (poucas) vezes na nossa cama. O António nunca mamou ou bebeu leite depois de jantar. O biberão é sempre dentro do berço e nunca pede embalo depois. Não pede para sair do berço ou ir para a nossa cama. Acorda 2 vezes a 3 máximo por noite. A irmã foi uma roda viva até por volta dos 18 meses.

4 comentários:

Rabiscos de Amor disse...

O G não bebia leite durante a noite, não me lembro bem, mas desde os 7/8 meses... agora com 16 bebe, pede lá para as 5/6h da manhã... como sei que pede? Não pára... chora, choraminga... e com o leitinho adormece... não janta muito por isso bebe um biberão de leite antes de ir para a cama... beijinhos

Anauel disse...

Obrigada pelo post.
Aos poucos acredito que vá passar dos 2 para 1 e depois quiça... Engraçado a minha filhota também tomou leite durante a noite quase até aos 2 anos e meio. Eu já nem falo ao pediatra disso porque sei perfeitamente qual a opinião dele, mas tal como você ainda não estou preparada (se bem que o meu bebe abre as goelas e só se cala quando o "atestámos") :-)

ML disse...

O Dinis é a mama... rebola à procura da mama. Estou feita. E como também dorme, pelo menos o primeiro sono, no quarto do irmão não o deixo chorar muito. Pego nele e mama na minha cama. E lá fica. Ás vezes não volta ao berço porque acabo por adormecer com ele. Sei que não o devia fazer mas olha é o que cá por casa resulta e eu preciso urgentemente de dormir.

beijnhos e adorei o post.

Eliana disse...

Olá,
com o meu D. aconteceu isso até +/- os 9 meses.
1 técnica para ir deixando de comer durante a noite é ir reduzindo, com intervalos de 1 semana, 1 medida de leite durante a noite.
Ou seja, por ex, comecas com 6, ao fim de 1 semana reduzes pra 5, + 1 semana 4..... o D quando chegou às 2 deixou de pedir leite durante a noite.