ALICE

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Second Birthday tickers

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Fazer figas

Quando fiquei grávida a primeira vez estava a fazer figas para que fossem gémeos.
Quando fiz as primeiras ecografias dizia ao médico: "Veja lá bem se não tem mais algum!"

Depois dos primeiros meses de maternidade pensava várias vezes: "Ai, graças a Deus que não tive gémeos! Ai Deus, se tivesses ouvido as minhas preces agora estava a ouvir os meus lamentos."
Seria tudo a dobrar, os choros, as fraldas, as noites mal dormidas, impossível amamentar tantos meses e durante tanto tempo à mama, impossível ter uma refeição quente ou uma torrada sem estar queimada. Não... pior... impossível sair sozinha com os dois. Impossível subir uns 50 degraus com um ovo em cada braço. Logo eu que gosto de sair todos os dias, logo eu que levo a minha filha para todo o lado comigo, só as duas, ao shopping, ao hiper, ao jardim, à esteticista, a reuniões... como seria com dois? Ficaria fechada em casa sempre que B. estivesse a trabalhar, sempre que ele precisasse de descansar, sempre que ele não tivesse paciência para sair de casa.
Todos os dias, eu e a minha princesa, passeamos, ora com o pai, ora com amigas mas bem mais de 50% das vezes somos só nós: eu e ela, ela e eu.
Quando partir para o segundo vou fazer figas novamente mas desta vez para que não sejam gémeos.


Oh... e se forem mais duas princesas lindas?! Humm... tão tentador!

10 comentários:

Fashionista disse...

também adorava a ideia, mas quando tive o primeiro desisti! Um já dá tanto trabalho!
obrigada pelo apoio!

Noa disse...

Eu adorava ter duas pequeninas :D

Cat disse...

Ai o que me ri com este post! Quando engravidei a 1ª vez deseja ter gemeos até porque a minha sogra tem uma irmã gemea mas não aconteceu. Desta segunda vez nem tal ideia me passou pela cabeça, nunca, porque queriamos "apenas" outro filho. Pois sim, eis que veio a noticia: são dois. Não podia estar mais grávida de gemeos do que o que estou mas não é fácil, nada!
Quero os meus dois meninos mais do que tudo para virem fazer companhia ao mano mais velho mas não há nada como um bébé de cada vez, pelo menos para mim que já tenho duas experiências bem distintas!! A natureza é soberana, há que esperar, boa sorte ;)

CS disse...

Noa, pensa bem ;)

CS disse...

Fashionista, meu coração está a torcer e acredita!

CS disse...

Cat, estou a acompanhar o blog e vou querer saber de tudo. Preciso de me preparar caso a minha sorte seja igual ou então tomar a decisão definitiva de dormir enrolada em sacos plásticos pretos de 50 litros.

Mammi Cris ♥ disse...

Pois eu na 1ª eco tive a mesma reacção, queria ter um casal de gémeos!!! a 1ª pergunta à GO foi "São 2?"...
Isso porque tenho primos 1º grau gémeos e o meu marido tem sobrinhos gémeos e um primo de 1º grau dele também tem trigémeos!!!

Soltas as Palavras disse...

Eu na altura que fiquei gravida e porque tenho casos de gémeos na familia só rezava para não ter gémeos. A minha mãe dizia que havia de ser tão giro e eu dizia-lhe que sim mas na casa dos outros. Agora acho que teria sido bom ter gémeos, já tinham 21 meses e agora não colocava a questão de dar ou não um irmão (irmã) ao meu branquinho, já estava despachada e tinha passado o que passei no parto uma úniva vez. Beijinhos

Mãe de gémeos disse...

Pois eu falo num caso real pois sou mãe de gémeos que farão em Dezembro 3 anos. De facto é muito engraçado na casa dos outros.
Só soube que estava grávida de gémeos na 2ª consulta, o médico disse-me assim: Não sei se vocês irão gostar mas são gémeos, deixem-ver se há mais algum. A minha primeira reacção foi por as mãos à cabeça e pensei na vida (comprar tudo a dobrar é complicado) e nem tenho casos próximos na família.
A gravidez foi santa até ao 6 meses (altura em que deixei de trabalhar), emagreci 4 kgs no início e até aos 6 meses foi o único peso que ganhei, a partir desta altura inchei (até aos 8 meses) de tal forma que em vez do 39 que calçava passei a calçar 41, a barriga ficou enorme pois nasceram com 2,745 (ela), 2,455 (ele)que até hoje está deformada, precisava de ajuda para o banho pois só conseguia lavar até à barriga. Com o parto outras complicações que me fazem não querer engravidar novamente. Eles graças a Deus muito calmos, nunca passei uma noite sem dormir (deixaram de comer de noite aos 2 meses e meio mas até esta altura dormia em média 3 ou 4 horas por noite (só quando estava aflita é que chamava o meu marido pois ele que ir trabalhar, nunca foi complicado tratar dos 2 pois um esperava pelo outro. Para mim o pior é depois de começarem a andar.

É complicado principalmente quando se trabalha, ( vai-se a licença, as horas de aleitação muito depressa)é preciso muita ajuda. Mas é também compensador e ver a cumplicidade deles é engraçado(é abraços, é beijos, é quando um não está sentir a falta, é também brigarem, puxarem os cabelos, as dentadas) é ele ir ter com ela à noite para lhe dar beijinhos de boa noite, ainda ontem ela queria o colo antes de dormir e dizer-me " mãe estou cheia de saudades tuas".

Gosto de dizer que sou mãe de gémeos.

CS disse...

Deve ser maravilhoso e trabalhoso a dobrar ;) Duplamente mãe, sem dúvida!!